Publicado às 09h50 deste sábado (6)

O vereador Zé Raimundo Filho, um dos mais influentes e experientes da bancada governista, abriu o seu coração durante entrevista ao programa Falando Francamente, na TV Farol,e não recuou diante das provocações. Por cerca de 1 hora, o governista fez um balanço da sua atuação na Câmara Municipal de Serra Talhada, e ao ser instigado a dar uma nota à gestão da prefeita Márcia Conrado, foi enfático.

“Eu daria oito e meio, com muita firmeza. Márcia tem tido um desafio muito grande, não só da questão de suceder Luciano Duque, mas também de alguns problemas históricos que Serra Talhada tem: SAMU, UPA, a situação dos buracos, que eu coloquei. Eu acho que ela está arrumando a casa. Não é que a casa está desarrumada, mas, infelizmente, tem algumas coisas. O jeito de Márcia gerir é diferente dos outros. Márcia tem um olhar voltado para as pessoas. Eu diria que Márcia tem uma popularidade muito alta enquanto pessoa”, reforçou.

Veja também:   Filas enormes em ST nessa sexta-feira (12) para o Auxílio Brasil

Ainda durante a entrevista, Zé Raimundo acabou comentando, indiretamente, sobre ruídos que surgem, sempre nas redes sociais, de um suposto racha entre o ex-prefeito Luciano Duque e Márcia Conrado.

“Eu creio que Márcia vai consolidar. Tem essa questão política, das discussões que existem, um disse que um é doido, outro diz que o outro é aloprado. Eu acho que isso tem gerado problema dentro do governo. Eu não torço por ruptura de ninguém. Eu acho que o processo tinha que ser construído como foi. Infelizmente, a gente vê algumas coisas. Vou dizer uma coisa que eu disse a ela essa semana. Eu acho que o governo tem que buscar uma coesão maior por parte dos secretários. Há uma distância, secretário, legislativo, para que a gente tenha uma discussão mais ampla”, disse o parlamentar, cravando:

Veja também:   UE propõe significativa concessão ao Irã, para reavivar acordo nuclear

“No geral, eu acho que a administração dela está bem, está avaliada. Tem pago as coisas em dia. Ela tem um coração muito grande. É uma pessoa que tem uma experiência, que vem da vida política do seu avô e do seu pai. Pode ter certeza que Márcia vai continuar fazendo o que ela se propôs, que é cuidar das pessoas. Com algumas dificuldades de escassez de recursos, e com um diferencial, tendo coerência na tomada de decisão. Eu acho que, às vezes, você pode até perder, mas você ganha, mantendo o seu compromisso e a sua fala, e é isso que Márcia tem feito”.