sireneSireneO conjunto residencial Vila Bela, em Serra Talhada, vem registrando, nos últimos meses, casos de invasão de domicílio, roubos e furtos. A situação de insegurança tem preocupado moradores. Recentemente, a comunidade convocou representantes da Polícia Militar para discutirem estratégias no sentido de evitar que a localidade se torne uma das mais violentas do município. A população cobra a instalação de um posto fixo da PM no bairro, que possui atualmente 899 residências e onde estão sendo concluídas mais 700 moradias.

Nessa terça-feira (22), policiais do 14º BPM se deslocaram até o conjunto “Minha Casa, Minha Vida” no sentido de averiguar ocorrência de roubo e agressão. A vítima, o cozinheiro Luciano Miguel de lima, 43 anos, morador da quadra 26, relatou que foi assaltado e esfaqueado dentro de casa, com uma faca peixeira, por três homens. Os bandidos o abordaram durante a noite levando R$ 500. A PM realizou diligências, mas não obteve êxito na identificação dos suspeitos.

Veja também:   PESQUISA: Sensação de insegurança no Brasil é equivalente à do Afeganistão

Cinco dias antes, em 17 de abril, durante rondas no Vila Bela, policiais do 14º BPM foram informados de que a dona de casa Inês Gardenia da Conceição, 30 anos, gritava por socorro dentro da própria residência, na quadra 29. Chegando ao endereço encontraram a vítima trancada com os filhos. À PM, ela informou que um homem tentara furtar uma TV pela janela de um dos quartos, sendo constatado que as grades da janela encontravam-se arrombadas.

Diante das informações, o policiamento realizou buscas vindo a localizar um suspeito, Luego Ferreira de Oliveira, 23 anos, trajando as mesmas vestes informadas pela vítima. Ao abordá-lo, o jovem tentou reagir à polícia. Ao ser levado diante da vítima, ela o reconheceu. Todos os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil.

Veja também:   Mãe de vítima de estupro em ST diz que suspeito fugiu para SP