Fotos: Farol de Notícias/Max Rodrigues

Publicado às 14h56 desta quinta-feira (5)

A visita do governador Paulo Câmara a Serra Talhada, nesta quinta-feira (5), foi marcada por aglomeração e quebra de protocolos contra a Covid-19. A iniciativa de montar um leque de serviços na Escola Irnero Ignácio, com a assinatura de ordens de serviços do governo do estado, acabou causando muita confusão. Mesmo a maioria dos presentes estando com máscaras, o espaço acabou ficando pequeno em alguns momentos. Durante o seu discurso,  Paulo Câmara justificou a ação, revelou satisfação em retornar a Serra Talhada, e não deixou de comentar sobre o difícil momento em função do novo coronavírus.

“A gente vem aqui iniciar uma nova caminhada nos municípios pernambucanos mais de um 1 ano e 5 meses pelo menos, que a gente não tem a oportunidade de percorrer da forma que a gente vai percorrer hoje e amanhã nos municípios pernambucanos. Durante toda essa pandemia fiz algumas visitas, mas muito rápido diante da gravidade que a pandemia aconteceu em Pernambuco, no Brasil e no mundo e que ainda acontece. Hoje a gente está com todos os cuidados necessários, a circulação do vírus está menor, mas temos que continuar usando máscara, álcool em gel, muita coisa ainda precisa ser feita. Eu tenho uma satisfação de voltar aqui a Serra Talhada, estive aqui rapidamente por conta da pandemia no momento do voo da Azul, seja na inauguração do Hospital Eduardo Campos , que ajudou a salvar tantas vidas, toda estrutura que foi montada, leitos de UTI para todo o sertão pernambucano dizer da nossa satisfação”, pontuou Câmara.

ADUTORA DO VANETE ALMEIDA

Ainda durante o discurso, o governador socialista trouxe uma boa notícia para as famílias que foram sorteadas com casa no Residencial Vanete Almeida, que encontra-se quase abandonado, esperando recursos do governo federal para o término da obra. “Estamos também iniciando obras de água, isso vai acontecer também em todos os municípios de Pernambuco nós temos que levar cada vez mais água e melhorar a distribuição, atuar no saneamento o tempo de rodízio, em cidades que ainda tem rodízio, temos que fazer tudo isso, temos condições de fazer ara avançar nessa pauta da água, do esgotamento sanitário junto com a Compesa e todas secretarias”, reforçou Paulo Câmara.

Veja também:   Família formada por 5 gerações de artistas circenses chega a ST