Waldemar diz que Márcia faz 'gestão maquiada' e elogia Duque
Deputado Waldemar Oliveira – Foto: Reprodução / TV Farol de Notícias

O programa Falando Francamente retornou em grande estilo nessa segunda-feira (29) na TV Farol. Com uma participação grande de telespectadores, Giovanni Sá sabatinou o deputado Waldemar Oliveira que faz um balanço do primeiro ano de mandato, anunciou emendas para Serra Talhada, e ao ser provocado, fez críticas ao modelo de gestão da prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado.

“A gestão da atual prefeita é uma gestão cheia de maquiagem. Tem muita propaganda, tem muita mídia, mas de ação eu vejo muito pouco. Por exemplo, ela faz um calçamento e esse calçamento é repercutido 100 vezes. A gente não ver muitas coisas, e eu acho que ela está trabalhando. Mas está trabalhando muito aquém do que poderia e do que Serra Talhada merece. É minha opinião pessoal, e por isso eu defendo uma candidatura como alternativa a reeleição dela”, sapecou Oliveira.

Veja também:   Inscrições começaram; veja o que os candidatos devem saber

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão WhatsApp (clique aqui)

DUQUE CRIOU MÁRCIA

Ainda durante a entrevista, Waldemar Oliveira elogiou o trabalho do deputado Luciano Duque, afirmando, inclusive, que ele tem propriedade de apontar erros na gestão, porque foi quem lançou Márcia Conrado na política.

“Luciano tem os motivos dele para estar criticando. Ele conhece muito bem a gestão de Serra Talhada, foi prefeito por 8 anos, um prefeito bem avaliado. Saiu com uma avaliação muito boa, tanto é que foi o deputado mais votado da história de Serra Talhada. Acho que metade da votação ele teve em Serra Talhada e foi um feito extraordinário. E eu acho que ele tem muita propriedade, sim, para falar”, disse Oliveira, cravando:

Veja também:   Sebastião endurece e vai processar deputado de oposição

“Inclusive ela, Márcia Conrado, pré-candidata, sucessora dele, que se elegeu sob a batuta dele. Então, eu acho que ele tem muita propriedade. Foi secretária de Saúde dele, até onde eu me lembro. E eu acho que ele tem muita propriedade, sim, para falar da gestão dela”.

VEJA A ENTREVISTA COMPLETA