A Estação Felipe Camarão e o trem do tempo e do descaso em ST

Por Adelmo Santos, Poeta e escritor, ex-presidente da Academia Serra-talhadense de Letras

A Estação Felipe Camarão foi inaugurada em setembro de 1962, no mesmo estilo das estações construídas no trecho de Serra Talhada a Salgueiro.

Em 2002 já era denunciado o roubo de trilhos entre ela e a estação de Vidal de Negreiros.

Não passava nenhum trem por ali já havia anos.

Dá para perceber na foto uma porta e uma janela improvisadas, o que indica que a estação hoje serve de moradia para alguém.

Veja também:   CULTURA: Museu do Cangaço comemora mais de 150 mil visitas desde a sua criação

É assim que hoje está a Estação Ferroviária de Felipe Camarão, ela fica em Serra Talhada nas quebradas do sertão.

Foi uma grande homenagem ao índio herói da insurreição. O trem quando aparecia, era a grande atração.

]Esse foi o triste fim de quem já foi frequentada recebendo os passageiros e recebendo os trens de cargas, movimentando dinheiro, gerando renda e empregos em outras épocas passadas.

Acabaram com a linha, carregaram os dormentes, roubaram até os trilhos e ficou toda diferente. Do prédio só tem a grade, uma gaiola ao relento. Por onde passava o trem agora só passa o vento.

Veja também:   Confira a previsão de hoje (20/02) para seu signo

Hoje está abandonada engolida pelos matos, ficou só no pensamento. É o símbolo do descaso da Estação Ferroviária, que virou parada do tempo e ficou sem movimento, com a sua história apagada.