Aliado de Sebastião critica governo Márcia por atraso salarial em ST

Foto: Farol de Noticias-Licca Lima

O vereador André Maio, aliado do ex-deputado Sebastião Oliveira, não silenciou na última terça-feira (30) durante a sessão ordinária da Câmara Municipal. Minutos antes do início dos debates, ele recebeu a informação de que alguns professores da Autarquia Educacional de Serra Talhada (AESET) estariam pedindo cestas básicas porque acumulam dois meses de salários atrasados.

Segundo Maio, a informação foi repassada pela sindicalista Veralluza Nogueira, presidenta do SINTEST.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

Em seu discurso, André Maio citou os investimentos que estão sendo feitos para as comemorações do aniversário de Serra Talhada, mas condenou o atraso de salários dos docentes.

Veja também:   FOTO NOTÍCIA: Professores de Serra Talhada também foram às ruas em Recife

“Tem que ter festa, sim, tem que ter. Sou cristão, mas tem que ter. Aquece o comércio e a economia, traz renda e gera emprego, mas não podemos fazer festa e não priorizar a educação. Professores pedindo cesta básica. Ora, como a gente resolve esta situação. Num país em que um professor pede cesta básica. Isso não existe.”, reforçou o parlamentar.

NEUTRALIDADE

Na semana passada, durante entrevista ao programa Falando Francamente, na TV Farol, o parlamentar não condenou a aliança feita entre Sebastião Oliveira e a prefeita Márcia Conrado, mas disse que mantém a fidelidade ao ex-deputado e ao deputado Waldemar Oliveira, mas se manterá neutro quanto a disputa eleitoral em Serra Talhada.

Veja também:   Abertas as inscrições para os cursos de pós-graduação da FIS

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol de Notícias pelo Instagram (clique aqui)

“O próprio Sebastião Oliveira sabe disso, eu disse a ele. Mas tenho que ter a minha independência com relação a isso. Esta situação dos professores eu não concordo de jeito nenhum”, finalizou.