Fotos: Arquivo pessoal

Publicado às 05h desta quinta-feira (5)

Desde 2018, o desfile cívico do aniversário de Serra talhada, dia 6 de maio, conta com apresentações de mais um grupo logo após o desfile da polícia e Bombeiros. Quem fecha o evento com maestria é o Grupo Amazonas Serra-talhadenses. Os amantes da cavalgada e os que esperam pela cereja do bolo contemplam o momento fortemente marcado pelas mulheres adornadas montadas a cavalo e pelo tema que levam a cada desfile. Em 2022, levarão a Rua Enock Ignácio de Oliveira a temática: ”Somos Todos Iguais, e o que nos diferencia uns dos outros são nossos próprios preconceitos”.

O grupo promoverá quatro alas representativas: A primeira fará uma ressalva sobre os povos indígenas, antes da chegada dos portugueses e oficialização da descoberta do Brasil, por serem grupos de povos que possuem a maior etnia diferentes no Brasil. A segunda

Na segunda participarão negros, brancos, lideranças políticas, diversidade cultural em termo religiosos, idosos, portadores de deficiência, representantes LGBT, etc. transmitindo ao público que independente da raça, cor, opção sexual, cultural, religiosa. Somos Todos Iguais com Breve encenação figurinistas Dorotéia Nogueira e Ícaro Nogueira, Humberto Cellus.

Na terceira ala desfilará o Grupo de Caminhada das Arretadas do Sertão, formado por apenas mulheres para prática de exercícios físicos. O qual vem sensibilizar a população da quebra de preconceitos contra a mulher, parabenizar as que conseguiram o empoderamento no mercado de trabalho e as demais que assumem com excelência o papel de Mulher, independente do cargo, fomenta também a questão do embate na luta contra violência em específico as mulheres e transsexual serra-talhadenses.

Quarta e última ala, encera com o Grupo Cavalgada Feminina, sob a coordenação de Erica Inácio e Joelma Lima. O grupo surgiu com objetivo de valorizar mais a cultura nordestino, bem como a figura feminina presente nela, através do empoderamento.

Veja também:   Distrito de Santa Rita realiza festa em ST

”Pretendemos, com o referido tema, sensibilizar a população que independente de raça, cor, etnia, sexualidade, religião, somos todos iguais! E devemos erradicar o preconceito com os nossos semelhantes. A pandemia foi um agravante que deixou bem claro essa importância. Outro tema que também abordaremos é a necessidade de Serra Talhada ser contemplada com uma Delegacia da Mulher, que luta contra diversos tipos de violência contra mulheres e contra transexual”, disse Erica Inácio, acrescentando:

”Outra homenagem que realizaremos será para Roberto Capotaria, 3ª vítima da Covid-19 em 2020. Roberto, assim como nós, defendia a permanecia dos eventos de pega de boi no mato, a valorização do vaqueiro e promovia evento tradicional nessa data do aniversário da cidade. Convidamos a todos para prestigiar este grande momento. Nosso grupo encerrará o desfile, logo após a polícia, exército e Corpo de bombeiros, contamos cm a presença de todos.”