campus-upe

Foto: Arquivo Farol de Notícias

Após ficar os primeiros meses de 2016 paralisada por atraso em repasses do Governo do Estado, as obras de construção do campus da UPE (Universidade de Pernambuco) foram retomadas em Serra Talhada e o contrato de adesão com a empresa Natal Engenharia LTDA foi renovado por mais um ano. A confirmação de continuidade das obras até 2017 foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) e fortalece o desejo e a expectativa, principalmente, dos estudantes em ver um sonho tornar-se real. As obras do campus foram retomadas em abril.

Veja também:   Peru revela rosto de matriarca pré-Inca que viveu há 1.700 anos

Segundo Kênio Márcio de Carvallho, da Natal Engenharia, se tudo correr bem, o campus deve ficar pronto até junho de 2017 com, aproximadamente, três mil metros quadrados de área construída. O orçamento previsto é de R$ 3 milhões. A obra está sendo erguida na fazenda Saco ao lado do campus da UFRPE/Uast. Com a conclusão, surgirá um grande polo universitário naquela localidade.  Em conversa com o FAROL, o estudante de medicina José Aprígio Neto comentou a expectativa positiva dos estudantes, especialmente, diante o retorno que a reitoria da UPE vem dando aos alunos.

Veja também:   Peso sobre Nailson e Márcia foi destaque

“Nós alunos estamos acompanhado a construção do nosso campus de perto. De fato, houve um atraso no repasses e a obra parou entre janeiro, fevereiro e março, mas o governo e a reitoria estão vendo a nossa preocupação com isso e nos reafirmaram o compromisso. A conclusão do campus está entre as prioridades”, reforçou Aprígio.

SAIBA MAIS

A inauguração do campus da UPE em Serra Talhada estava sendo aguardada ainda para este ano, o que não deve se concretizar. O projeto tocado pela Natal Engenharia acontece inicialmente numa área de 5 mil metros quadrados, com previsão de expansão, futuramente, para 22 mil metros quadrados.

Veja também:   Bolsonaro promete facilitar entradas de chineses

Nesta primeira etapa está prevista a construção de, pelo menos, dois grandes blocos com quatro andares cada qual com oito salas, mais estacionamento com capacidade para cerca de 140 veículos.

Já no projeto de expansão, além da construção de mais salas de aula e laboratórios, devem ser edificados auditório, biblioteca, quadra coberta, centro de alimentação, concha acústica, campo de futebol, sistema viário, área de convivência.

O FAROL teve acesso ao projeto de expansão. Nesta primeira etapa estão sendo construídos os blocos nas cores amarela

KENIO NATAL (1)