Publicado às 18h deste sábado (19)

Após dizer que não estava “sabendo de nada” sobre uma suposta debandada da família Pereira para o lado de Márcia Conrado – em retaliação ao ex-prefeito Carlos Evandro [entenda a polêmica], o vereador licenciado Gilson Pereira, revelou ao Programa do Farol, na TV FAROL no Youtube, neste sábado (19), que sua relação com Carlos está a melhor possível.

Na verdade, Gilson surpreendeu ao dizer que o seu irmão Geni, de fato, deixou um “pepino” para Evandro e reforçou não estar sabendo de qualquer boato de insatisfação na família sobre a declaração de Carlos ao FAROL, quando disse que herdou graves falhas da gestão Geni [acompanhe aqui]. “É mentira, não tem verdade nenhuma [nessa informação], porque eu não falei com ninguém”, disse Gilson, continuando:

“Eu estava aqui na minha casa aqui, doente, e não recebi ninguém, estou recebendo agora vocês [do Farol]. O fato dele [Carlos Evandro] ter assumido o governo com o pepino do governo Geni é verdade. É verdade puríssima, puríssima, porque Geni recebeu também [a Prefeitura] com um grande pepino também. E tinha que passar esse pepino porque ninguém tinha condições de pagar. Então Carlos [Evandro] está certo na defesa dele.”

“SEU EU SOUBESSE QUE IA SER SOCORRO…”

Ainda, segundo Gilson, seu apoio a Márcia Conrado foi empenhado muito antes das eleições, após ele ter dado a palavra ao grupo governista e ao próprio Luciano Duque. Diferente do seu filho Guto Pereira, que é candidato a vereador na chapa de Socorro Brito. “Carlos saiu [da disputa] e na saída dele não disse nada, se eu soubesse que ia ficar [sendo] Socorro Brito [a candidata] eu teria ficado com Socorro. Mas eu tomei minha posição e não tem nada a ver com esse episódio [sobre Geni]”.

ELOGIO A LUCIANO E POSIÇÃO DO FILHO

Após explicar isso, Gilson fez questão de justificar seu apoio a Luciano Duque: “Eu tomei [a decisão de apoiá-lo] porque ele fez um bom governo. Trabalhou bem, viu o povo… E é o que me interessa”. Indagado sobre a posição de Guto Pereira, o seu filho, candidato na chapa proporcional de Socorro, ele explicou: “Não atrapalha não, meu filho lá é para vereador, e aqui Márcia é para prefeita. Foi justamente o que houve, eu não sabia que Socorro seria a candidata, tomei a decisão bem antecipada, porque eu também gosto de Luciano e já tinha dado a palavra [a ele], e para voltar minha palavra não volto não”.

SOBRE MÁRCIA E SOCORRO: “NÃO HÁ FAVORITA”

“Vai ser uma eleição forte. Márcia para mim é minha sobrinha, porque eu fui criado dentro da casa de Custódio Conrado desde a infância, e Isivaldo [Conrado, pai dela] era mais irmão meu do que irmão dos irmãos dele. Então tenho esse prazer de apoiar Márcia, não só a pessoa dela, mas a pessoa de Isivaldo. Favorita não tem [este ano], vai ser pau a pau, porque Socorro Brito também é capacitada. Estou votando em Márcia porque empenhei a palavra com o grupo dela. Eu tomei essa posição de repente, se eu soubesse que ia ter Socorro Brito no meio… Não teria tomado essa posição, teria ficado com Socorro Brito”.

NOTA 10 COMO GESTORA

Indagado sobre a quem Gilson Pereira daria nota 10 como gestora da saúde, o vereador licenciado respondeu: “Ah, a Socorro Brito. Ela foi melhor, muito embora o tempo dela foi maior do que o de Márcia. Ela [Socorro] demonstrou nos atos dela, durante o governo… foi perfeita, ela [Socorro] é exigente, mas dentro dos limites, ela é forte dentro dos limites e Márcia ainda não deu para se fazer uma boa avaliação”.

VEJA A ENTREVISTA POLÊMICA DE GILSON À TV FAROL

LEIA AINDA

MPF quer cumprimento de sentença contra Evandro

Em nota, Carlos Evandro diz que herdou ‘bomba’ de Geni Pereira e nega enriquecimento ilícito