Fotos: Farol de Notícias / Celso Garcia 

Publicado às 05h22 desta sexta-feira (1)

Nos últimos dias de junho Serra Talhada tem registrado uma média de 100 testes positivos de Covid-19 no município. Há 437 casos ativos da doença, 4 internações na UTI dos hospitais públicos da cidade e 19 pacientes aguardando resultados do exame.

A reportagem do Farol de Notícias foi às ruas e registrou diversas pessoas transitando com máscara. Entrevistamos alguns serra-talhadenses para saber da opinião sobre o retorno do uso da máscara. Fala Povo!

FALA POVO – RETORNO DA MÁSCARA

Sônia Maria Pereira de Souza, 57 anos, professora, moradora da Praça Barão do Pajeú. 

“Com certeza, não vou deixar de usar máscara nesses dois anos, a Pandemia não acabou e ainda vai demorar por muito tempo. Então, minha máscara vai ser sempre meu acessório. É sempre bom esclarecer, porque tem uns que acreditam e outros não acreditam. Eu vou pelo uso da máscara e faço com que os pais acreditem que o uso da máscara é a melhor medida”, afirmou a professora.

Veja também:   Serra retoma obras do Mais Pavimentação

Cícero Basílio, 54 anos, vigilante municipal e mototaxista, morador do bairro Cohab.

“Tem que usar, eu mesmo no momento estou sem porque esqueci. Mas tem que usar para se prevenir mais, principalmente, aqui em Serra Talhada. Cada dia que está passando, está aumentando os casos e a gente tem que todo mundo usar a máscara. No meu modo de pensar isso foi devido aos eventos que teve, veio muita gente de fora e deve ter aumentado os casos. Mas a gente vai ter que se acostumar com isso, sempre vai ter, constante. Mas devido as festas é que aumentou os casos aqui em Serra Talhada”, disse o trabalhador.

Veja também:   Como descobrir se os Correios estão com seu cartão do Auxílio Brasil?

Marcelle de Souza, 19 anos, estudante universitária, moradora do bairro Nossa Senhora de Fátima. 

“Eu voltei a usar máscara justamente para evitar essa contaminação em massa novamente. A cidade voltou a registrar casos e a forma mais eficaz de impedir o avanço é com o uso da máscara. Eu cheguei a me contaminar, sim. No início de 2020 eu me contaminei, e no caminho para cá eu percebi que muita gente não usa mais, principalmente o álcool em gel, mas é uma medida muito importante”, exclamou a estudante.

George Pereira, 45 anos, técnico de eletrônico, morador do bairro Nossa Senhora de Fátima. 

“Não, eu nunca deixei de usar não. Até gripado eu gripei muito pouco nesse período. Enquanto eu uso capacete e tudo, mas não tiro a máscara. Mas estão divulgando muitos testes e eu creio que a tendência é essa mesmo, de aumentar os casos. Eu acho que as pessoas devem sempre estar lavando as mãos e tendo todo cuidado”, disse George.

Veja também:   Vacinação contra covid-19 para crianças de 3 anos

João Pedro, 18 anos, estudante universitário, natural de Afogados da Ingazeira. 

“Eu acredito que sim, é importante continuar com o uso da máscara. Se os casos estão retornando devemos nos proteger. O álcool em gel também é uma das formas de nos proteger contra o vírus. Eu nunca parei de usar a máscara, é tanto que de toda a minha família eu fui o único que nunca peguei o vírus”, comentou João.