Matéria publicada nesta quarta-feira (21) pelo jornal português Diário de Notícias traz a revelação de que Tom Arnold diz ter uma gravação em que Donald Trump utiliza linguagem racista e obscena e ofende um dos filhos.

Segundo a reportagem o ator afirmou à rádio de Seatle Kiro que o registo lhe foi dado ainda antes das eleições à Casa Branca, no período de campanha, quando as sondagens indicavam que Hillary Clinton iria ganhar.

> Ator diz ter gravação de Trump a dizer “as coisas mais ofensivas e racistas” (ouça aqui)

“Quando ma enviaram, foi divertido. Centenas de pessoas ouviram a gravação. Foi uma espécie de vídeo de natal para ver em conjunto. Ele não ia ser presidente dos Estados Unidos”, disse Tom Arnold. O ator garante que nesse vídeo Donald Trump “diz as piores coisas de sempre, todas as ofensas e coisas racistas de sempre”.

Do Jornal do Brasil