Da ISTOÉ

Foto:  FILIPE ARAUJO / AFP

O presidente Jair Bolsonaro deu entrada no Hospital das Forças Armadas na noite desta segunda-feira, 28, para a realização de exames após sentir um “desconforto”. A informação foi confirmada ao Broadcast Político pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria.

A reportagem apurou com outro ministro de Estado que Bolsonaro sentiu dores no abdômen durante a tarde e foi atendido por médicos da Presidência. O secretário Especial de Cultura, Mario Frias, disse no Twitter que está “orando” pelo presidente.

Mais cedo, no evento de filiação dos ministros Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) ao Republicanos, o presidente da legenda, Marcos Pereira, informou que o presidente passava por exames em Brasília.

Um ministro do governo federal informou que Bolsonaro passaria a noite no Hospital das Forças Armadas. Até o início da madrugada desta terça-feira, 29, a Secretaria Especial de Comunicação do governo não havia se manifestado sobre a entrada do presidente da República no hospital.

Bolsonaro tem viagem marcada nesta terça para Ponta Porã (MS) para a entrega de títulos de regularização fundiária. De acordo com uma fonte do Palácio do Planalto, a agenda ainda não foi cancelada, mas será revista pela manhã.

O presidente ficou internado por dois dias, em janeiro, por causa de uma obstrução intestinal, após comer camarões sem mastigá-los devidamente. Bolsonaro tem problemas intestinais desde que tomou uma facada em setembro de 2018, quando ainda era candidato à Presidência.

Veja também:   Polícia de MG apreende cigarros contrabandeados que viriam até PE