Bolsonaro teria sido "barrado"por presidentes de participar da foto oficial com Javier Milei

Foto: Lucas Aguayo Araos/Anadolu via Getty Images

Por Metrópoles

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) teria sido “barrado” por chefes de Estado sul-americanos de participar de foto oficial com o líder argentino Javier Milei, durante a cerimônia de posse realizada nesse domingo (10/12), em Buenos Aires, na Argentina.

Conforme o jornal Folha de S.Paulo, Bolsonaro “tentou se infiltrar” na foto oficial e recebeu a negativa de Luis Lacalle Pou (presidente do Uruguai), Santiago Peña (presidente do Paraguai), Gabriel Boric (presidente do Chile) e Daniel Noboa (presidente do Equador).

Veja também:   Marinha resgata 40 imigrantes ilegais

O grupo de líderes sul-americanos disse que a presença de um ex-chefe de Estado na foto seria “imprópria”, como mostrou a Folha. Outro motivo que reforçou a ausência de Bolsonaro foi a relação conflituosa com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Foi um bate-papo. Não teve conselho da minha parte. Entramos no assunto de Israel, da guerra com o Hamas [ambos empunham a bandeira israelense]. Eu disse que o Milei representa muita coisa para o mundo, por conta da polarização entre a esquerda e a direita. A direita representa a liberdade de livre comércio, o respeito à família… tanto que o slogan dele é “viva la liberdad, caraj0″. Já a esquerda… a esquerda vive na miséria”, disse o ex-presidente.

Veja também:   China registra maior nº de novos casos de Covid desde janeiro

Também segundo a coluna, o staff de Milei impediu que o chanceler de Lula, Mauro Vieira, cumprimentasse o presidente eleito antes de Bolsonaro.

Metrópoles entrou em contato com a assessoria do ex-presidente e aguarda retorno. O espaço segue aberto para manifestações.

Lula não compareceu à posse de Milei, mas enviou o chanceler Mauro Vieira para representar o Brasil.

Chefes de Estado que compareceram à posse de Milei:

  • Felipe VI, rei da Espanha;
  • Gabriel Boric, presidente do Chile;
  • Luis Lacalle Pou, presidente do Uruguai;
  • Santiago Peña, presidente do Peru;
  • Vahagn Khachaturyan, presidente da Armênia;
  • Viktor Orbán, primeiro-ministro da Hungria; e
  • Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia.
Veja também:   Heróis retornam em Vingadores: Guerra Infinita