Cachorro visita túmulo de seu tutor todos os dias

Foto: Reprodução / RBS TV

Por Folha de Pernambuco

Branquinho, um cãozinho vira-lata, visita o túmulo de seu tutor todos os dias no cemitério de Santa Clara do Sul, no Rio Grande do Sul. Ademar Seidel morreu em 2020, mas seu pet ainda busca sua companhia. Ele fica horas no cemitério observando a foto de sua lápide. A história foi contada pela RBS TV, no feriado do Dia de Finados.

Com aproximadamente 15 anos, Branquinho acompanhava Ademar em seus trabalhos. As histórias de parceria entre os dois são dignas de filmes. Em uma delas, o cãozinho enfrentou um touro para que seu tutor conseguisse fugir.

Veja também:   Márcia anuncia emenda de R$ 2 milhões para ST

O pet chegou até a seguir o trator em que seu tutor trabalhava após o equipamento ser vendido pela família.

“Logo quando nós pegamos o trator, ele veio junto. Ele ficou aqui três dias deitado aqui no galpão. Quando fomos experimentar o tratorzinho na horta, ele foi correndo atrás” contou a vizinha Anelise Bitdinger, que comprou o equipamento.

Depois de um tempo, o pet passou a ir para o cemitério em que seu amado cuidador foi sepultado. O animal sai cedo de casa para passar algumas horas observando a foto de Ademar na lápide do cemitério.

Veja também:   Avó é investigada após denunciar falso sequestro da neta de 1 ano

“Entre 6h, 6h30 ele está indo. Tem muitas pessoas que vão trabalhar de moto ou de carro e comentam com a gente: ‘eu vi o Branquinho, estava lá perto do cemitério’. A família inteira chorou de ver esse afeto dele com meu pai. É uma coisa que emociona e toca a gente lá no fundo”, afirmou, à RBS TV, Ligia Schossler, filha de Ademar.

Atualmente, o cunhado de Ademar passou a acompanhar branquinho na visita.

“Ele já me espera de manhã lá no portãozinho pra eu correr junto”, contou Fabiano.

Veja também:   Sérgio Moro não resolve questões de segurança no Brasil