ginclécio

Foto: Arquivo Farol de Notícias / Alejandro García

Após a matéria do FAROL, sobre o abandono do candidato a vereador Ginclécio Oliveira (PROS) e a postura da Frente Popular de Serra Talhada de expulsá-lo do partido, o jovem publicou uma nota nas redes sociais explicando a ‘traição’ por motivação do próprio Partido da República (PR), que o desrespeitou e privilegia apenas os seus candidatos. De acordo com ‘Gin’, fuxicos e fofocas prejudicaram o relacionamento com o grupo de oposição. Confira a nota do candidato na íntegra!

NOTA DO CANDIDATO A VEREADOR GINCLÉCIO OLIVEIRA

Prezados Senhores,

Desde cedo meus pais ensinaram a mim e aos meus irmãos que, independentemente da condição social poderíamos sonhar e alcançar nossos objetivos, aplicando principalmente muita determinação, responsabilidade e fé.

Foi exatamente me baseando nesse exemplo familiar que, após ouvir muitas sugestões de amigos e parentes, compreendi que chegava a hora de iniciar uma carreira política, onde eu poderia entender melhor sobre gestão pública e poder ajudar ainda mais a toda a minha comunidade.

Veja também:   Jovem desaparecido há 4 dias é encontrado morto

Devido à proximidade e aos trabalhos que já havíamos feito junto decidi caminhar com o grupo liderado por Sebastião Oliveira, com quem firmei alguns acordos para um projeto político bem-sucedido.

Como sou “marinheiro de primeira viagem”, sob orientação dele, optei por começar minha pré-campanha muito cedo, a fim de ampliar o leque de possibilidades para atingir o principal objetivo. Em função desse início tão cedo, as demandas também começaram mais cedo, porém, infelizmente, o apoio prometido não veio na mesma proporção mas eu não poderia desistir pois, com a graça de Deus, muitas pessoas resolveram acompanhar o nosso projeto, e com isso a campanha vem tomando “corpo” dia após dia.

Veja também:   Mulheres de ST irão aos jogos da Copa Feminina

Para meu infortúnio, além da falta de apoio para atender as demandas naturais do processo, o grupo liderado pelo PR, há algum tempo criou deliberadamente um clima de animosidade para comigo e com outras pessoas, elas até já se afastaram da caminhada com o PR. Com frequência venho sendo tratado com desrespeito pelos membros principais da coordenação do PR, onde chacotas e fuxicos têm se confundido com uma coerência política que nos levaria ao êxito em outubro próximo.

Esse tratamento desrespeitoso para comigo, também tem sido percebido por outras pessoas, dentre as quais meus amigos e familiares, os quais me exigiram uma tomada de decisão que ensejasse uma postura mais firme e que eu não preciso passar por essas humilhações, até porque fica evidente o tratamento privilegiado que vem sendo dado a alguns candidatos, em detrimento a outros que fazem parte do mesmo grupo. Fica claro, portanto, que há grandes privilégios para os candidatos apenas do PR.

Veja também:   Michelle Bolsonaro adia agenda no Recife

Diante do exposto, cheguei à conclusão que não há clima para insistir na continuidade junto a um grupo que me trata com essa desfaçatez, por conta disso, eu e toda a minha equipe tomamos a decisão pelo afastamento do grupo liderado pelo PR, como forma de mantermos uma caminhada que nos leve ao pleito em outubro de 2016.

Desejo sorte aos que ficam e que Deus continue abençoando a todos nós!

Atenciosamente,

*Ginclécio Oliveira*