Do g1 Caruaru

Foto: G1 Caruaru

O dia 13 de dezembro é especial para a cultura nordestina, em especial, para o município de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Primeiro, porque se estivesse, o cantor e compositor pernambucano Luiz Gonzaga faria 109 anos. O outro motivo é que, nesta mesma data, é celebrado o Dia do Forró. Para os caruaruenses, essa é uma data muito especial na Capital do Agreste.

Em memória ao Rei do Baião, Caruaru conta com o Museu do Forró Luiz Gonzaga, que fica no Pátio de Eventos Luiz Lua Gonzaga, onde também fica a estátua do mesmo. O local foi fundado em 1985 e guarda relíquias do grande mestre. Os objetos expostos mostram o lado artístico de Gonzaga, ressaltando a primeira fase da carreira dele.

E no mesmo dia do nascimento do Rei do Baião é celebrado o Dia Nacional do Forró. A data é uma homenagem ao dia do nascimento de Luiz Gonzaga e foi instituída pela Lei nº 11.176, sancionada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 6 de setembro de 2005.

Na última quinta-feira (9), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) declarou o forró como patrimônio imaterial brasileiro. Ao g1, Onildo Almeida falou sobre a decisão do Iphan.

Café com Gonzaga

Um encontro de sanfoneiros será realizado nesta segunda-feira (13), em frente à estátua de Luiz Gonzaga, no Pátio de Eventos, em Caruaru. O momento vai celebrar o Dia do Forró e o aniversário de nascimento de Luiz Gonzaga.