Casal flagra câmera em quarto de motel de PEDo JC Online

Uma relação sexual foi interrompida, na noite do último sábado (19), após um casal identificar uma câmera no quarto de um motel no bairro de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. A Polícia Civil está investigando o caso.

As vítimas, um homem de 31 anos e uma mulher de 32 anos, afirmaram ter encontrado um dispositivo eletrônico, similar a uma câmera, dentro da tomada, em frente à cama.

Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Plantão de Prazeres. Mas as investigações estão sendo conduzidas pela Delegacia de Piedade.

Procurada pela coluna Ronda JC, nesta terça-feira (22), a assessoria do motel confirmou que tomou ciência do caso e que acionou a polícia imediatamente. Confira o texto:

A Pousada Recanto dos Guararapes esclarece que um dispositivo eletrônico foi encontrado em uma das suítes. Após a identificação do dispositivo foi acionada a polícia para apurar o fato.

Veja também:   Professora morre após acidente entre moto e carroça no Agreste de PE

A Pousada Recanto dos Guararapes reforça a confiança no trabalho policial, além de estar colaborando para a identificação e responsabilização do autor do fato e apuração com a maior brevidade possível.

Com o objetivo de não atrapalhar as investigações, as informações sobre o ocorrido só serão repassadas após a conclusão da apuração do fato.

Não há prazo para conclusão das investigações.

Casal descobre câmera escondida em apartamento Airbnb

O americano Derek Starnes e sua mulher alugaram um apartamento em Longboat Key, na Flórida, pelo serviço Airbnb, e pretendiam passar dias agradáveis no local. Entretanto, a viagem virou caso de polícia. As informações são da Estadão Conteúdo.

De acordo com a ABC Action News, o casal estava na suíte master do apartamento quando Starnes, que trabalha com tecnologia de informação, percebeu alguma coisa estranha do detector de fumaça em cima da cama onde eles dormiriam: um pequeno círculo embaixo da placa do detector. Ele então retirou a proteção superficial e viu que o círculo era, na verdade, uma câmera.

Veja também:   TCE rejeita contas do ex-prefeito Joelson

Ele viu que as gravações da câmera estavam sendo armazenadas em um cartão SD e imediatamente ligou para a polícia. O dono do local, Wayne Natt, foi preso acusado de voyeurismo, uma desordem sexual que causa a curiosidade com relação ao que é íntimo, como pessoas se despindo ou tendo relações sexuais. “Minha mulher e eu estamos muito traumatizados com essa situação e eu espero que mais vítimas apareçam”, disse Starnes à ABC.

Airbnb

Em comunicado enviado à revista People, o representante do Airbnb disse estar muito indignado com a situação. “Nós estamos indignados ao saber que isso aconteceu. Assim que fomos informados, nós banimos esse indivíduo de nossa comunidade permanentemente e ajudamos os convidados afetados”, disse Benjamin Breit, representante da empresa.

Veja também:   DESABAFO DO LEITOR: Candidatos, por favor, respeitem os doentes e estudantes

“Nossa equipe procurou as autoridades locais para ajudá-las com sua investigação sobre essa situação e esperamos que a justiça seja feita. Levamos a privacidade muito a sério e temos uma política de tolerância zero com esse comportamento”, completou.

De acordo com a revista, o Departamento de Polícia de Longboat Key confiscou todos os equipamentos eletrônicos de Wayne Natt, como celulares, HDs externos e computadores.

Em testemunho à polícia, ele disse que usava a câmera para gravar orgias que praticava em sua casa e que todos os convidados autorizavam a filmagem.