Foto: Divulgação

Publicado às 04h30 desta segunda-feira (1)

Cerca de 30 mil pessoas, segundo os organizadores, lotaram o Classic Hall, em Recife, nesse domingo (31), para dar vivas e abraços na chapa Marília Arraes/Sebastião Oliveira. De Serra Talhada compareceu uma caravana considerável. A convenção também colocou no páreo o ex-prefeito Luciano Duque (candidato a deputado estadual), Waldemar Oliveira (federal) e Waldir Tenório (federal). Os discursos foram marcados pela emoção. Marília Arraes, por exemplo, não esqueceu da memória e do legado do avô, Miguel Arraes de Alencar.

“Vamos resgatar a dignidade da nossa gente, erradicar a miséria e levar água para as torneiras de todas as pernambucanas e todos pernambucanos. Fiquem certos. A partir de janeiro do próximo ano, como sempre disse Miguel Arraes, o que for possível fazer a gente vai fazer. E o que hoje é impossível, o povo vai nos ajudar a fazer”, afirmou Marília, sob os aplausos do público presente, que também cantou seu nome e o de Lula, em coro, diversas vezes durante sua fala.

Veja também:   Empresário serra-talhadense é alvo da PF

Já o deputado Sebastião Oliveira foi no baú da história. “Em 86, meu pai, Oliveira Neto, fez uma aliança com Miguel Arraes para o bem de Pernambuco. Em 2006, seu neto, reeditou essa aliança com Inocêncio Oliveira e fez um grande governo. Agora em 2022, junto com André de Paula e com Marília Arraes, estamos nos unindo para botar a máquina do Estado pra moer pro lado de quem mais precisa. Pro lado de quem hoje está invisível”, reforçou.