Clima de tensão na visita de Lula a Serra TalhadaPublicado às 05h42 desta terça-feira (19)

Com o acirramento do discurso de ódio por parte bolsonaristas, a visita do ex-presidente Lula a Serra Talhada ainda está cercada de mistério. O clima é tenso, principalmente, após o assassinato de um guarda municipal petista, por um policial bolsonarista, no Paraná. Na capital do xaxado as informações são desencontradas quanto a hora da chegada do ex-presidente ao Aeroporto Santa Magalhães.

O ato público vai acontecer na Estação do Forró, nesta quarta-feira (20), mas quem for deverá fazer credenciamento prévio. A intenção é se preparar para qualquer ataque de extremistas ligados a Bolsonaro em Serra Talhada. A imprensa também terá um acesso reduzido. Não se sabe ainda se haverá coletiva. De acordo com o blog do Nill Júnior, equipes que atuam com drones, por exemplo, tem que realizar o cadastramento sem garantia de que vão usar o equipamento. A segurança institucional ficou preocupada depois de dois episódios com equipamentos que lançaram fezes sobre eventos petistas.

Veja também:   O Brasinha e o Rio Pajeú em ST, nos idos de 1973