Comerciantes alertam para riscos de acidentes no mercado de ST

Com informações e fotos do repórter fotográfico Celso Garcia

Publicado às 05h deste sábado (12)

Os trabalhadores autônomos que tiram seu sustento diário no Mercado Público de Serra Talhada também sofreram com as chuvas que caíram nos últimos dois dias. A comerciante Rejane Bezerra, 50 anos, está há um ano trabalhando na praça de alimentação do Mercado Público e conversou com a reportagem do Farol de Notícias para apontar diversos problemas de infraestrutura do espaço.

“Ontem mesmo (quinta, 10) eu cheguei aqui umas 4h e estava uma escuridão. O telhado aqui está péssimo, está precisando de uma reforma, colocaram uma fita lá fora dizendo que ia arrumar o telhado. Vai fazer um mês já e o telhado continua a mesma coisa. Inclusive, o quadro de energia aqui do Mercado já pegou fogo e algumas geladeiras já foram queimadas”, relatou Rejane.

Veja também:   Moradores apontam falhas na Sérgio Magalhães

 

Ainda de acordo com ela, a distribuição da energia não está adequada ao espaço e temem ligar muitos aparelhos elétricos e provocar algum acidente no local.

“Precisa de uma vistoria aqui. A energia para a gente aqui (boxes de alimentação) é fraca, mas para o frigorífico tem comerciante que tem 8 a 10 freezers ligados, e freezers velhos que estão precisando ir para o lixo. Acho que se a gente ligar uma churrasqueira aqui somos impedidas na hora, porque dá curto circuito”, finalizou.

Comerciantes alertam para riscos de acidentes no mercado de ST

Comerciantes alertam para riscos de acidentes no mercado de ST Comerciantes alertam para riscos de acidentes no mercado de ST