Compesa flagra desvio de água em condomínio de luxo no Agreste

Durante uma ação de fiscalização de ligação clandestina no município de Gravatá, no Agreste, realizada no último sábado (13), a equipe técnica da Compesa se deparou com uma grave situação de desvio de água.

Um condomínio localizado no bairro Serra do Maroto e que estava com a ligação de água cortada desde 2020, desviava água.

O desvio correspondia a uma média mensal de 99 mil litros de água, suficiente para abastecer outros 81 imóveis no mesmo período. Além do prejuízo mensal de R$ 19 mil para a Companhia, os moradores do entorno estavam sendo prejudicados sem abastecimento.

Veja também:   Moradores dizem que caixa d'água vai desabar

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

“A equipe operacional detectou que o imóvel estava sendo abastecido no momento da vistoria e suspeitou de consumo fraudado, pois ele constava como cortado no cadastro da Compesa há anos. Como no momento da vistoria não havia autoridade policial com a nossa equipe, não houve flagrante. Apresentamos a notícia-crime junto à delegacia de Gravatá e foi aplicada uma multa pela Compesa  conforme a norma em vigor”, explicou o gerente de negócios, Ygor Ferreira.

Veja também:   Compesa divulga resultado de concurso; contratações podem acontecer este ano

 A Compesa reforça que desviar água é crime e que as denúncias anônimas podem ser realizadas tanto para a polícia, quanto para o telefone da Companhia 0800 081 0195.