O conflito entre Rússia e Ucrânia e as provocações bolsonaristasPublicado às 05h56 deste sábado (25)

Infelizmente a humanidade está diante de mais uma guerra. Um conflito que não constrói valores e que mais uma vez reforça a importância de se ter um exército bem armado. Morte, destruição, divisão, entre tantas outras podem definir o que é uma guerra.

Mas deixando um pouco os objetivos da guerra no leste europeu de lado, e voltando um pouco o olhar desse conflito sobre a perspectiva do Brasil, resgato aqui uma imagem que recebi há semanas atrás de um bolsonarista provocador, que como tantos outros, vivem de criar e de repassar a chamadas “fake news”, na linguagem popular que dizer: notícias mentirosas.

Veja também:   STF confirma que trans podem alterar registro civil

Jair Bolsonaro durante anos foi um dos grandes bajuladores de Donald Trump, depois da derrota do milionário ex-presidente, Bolsonaro se sentiu sozinho em meio a tantos problemas enfrentados pelo povo Brasil e foi cumprir uma agenda oficial na Rússia.

Na ocasião, o presidente brasileiro fez cinco exames de covid e posou sorridente apertando a mão de Vladimir Putin. No mesmo dia os bolsonaristas espalharam a mentira de “Bolsonaro iria concorrer ao Prêmio Nobel da Paz”, usando uma montagem da capa da revista ‘Times’.

Veja também:   Autora de "How to murder your husband" pega prisão perpétua

O fato é que Putin invadiu a Ucrânia e que Bolsonaro continua sendo um ser irrelevante para o mundo civilizado. Mas o episódio da propagação da “fake news” deve ser esquecido. Ação doentia do gabinete do ódio e da mentira deve ser combatido e criminalizado. Essa prática já contribuiu de forma indireta para a morte de centenas de brasileiros que acreditaram no presidente e em seus seguidores que durante a pandemia propagaram a ideia de que “a vacina mata e a cloroquina salva”.

Já está mais do que na hora das autoridades começarem a pôr ordem na casa e punirem esses grupos que vivem diariamente divulgando uma enxurrada de notícias falsas. E a propósito, gostaria de saber se Bolsonaro apoia Putin ou a Ucrânia? ou será que ele também não tem a mínima noção do que está acontecendo no mundo?

Veja também:   Vídeo: espanhola simula próprio sequestro para tirar dinheiro da mãe