Debate em torno do preço do gás em ST será ampliadoPublicado às 10h08 desta segunda-feira (25)

O debate em torno da existência de um suposto cartel na venda de botijões de gás em Serra Talhada está apenas começando. Quem garante é o vereador Zé Raimundo Filho, do PTC, que denunciou na tribuna os altos preços cobrados pelos revendedores da capital do xaxado.

De acordo com o parlamentar, os valores variam entre R$ 70 e R$ 75 enquanto cidades próximas cobram entre R$ 55 e R$ 60. Após formalizar a denúncia no Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Zé Raimundo vai convidar vereadores da região para engrossar o caldo.

Veja também:   Pernambuco confirma 334 casos de microcefalia em recém-nascidos

Em Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú, o vereador Zé Negão também denunciou que os preços praticados no município são abusivos.

“Não tem mais como recuar porque é um movimento que está crescendo na região. Vamos convidar os companheiros vereadores de cidades vizinhas e vamos ampliar o debate. Nosso objetivo não é criar problemas, mas buscar soluções para o consumidor. Amanhã (terça-feira) vou a Ministério Público que já têm algumas informações e vamos, juntos, dialogando com todos, buscar uma saída”, disse o vereador.

Veja também:   Resultado final da última fase de teste da vacina aponta eficácia de 95%

Veja também:

Denúncia de ‘cartel do gás’ em ST gera pressão por ação do MPPE

Vereador denuncia existência de ‘cartel do gás’ em ST