Publicado às 17h28 desta terça-feira (20)Delegado orienta vítimas de carro a dar queixa

Após matéria do Farol de Notícias com as denúncias de perseguições realizadas por um veículo modelo Mobi de cor preta, o delegado responsável pela Delegacia de Polícia Civil da 177ª Circunscrição de Serra Talhada, Alexandre Barros, afirmou que nenhuma vítima registrou o Boletim de Ocorrência na DP local. O chefe de polícia confirmou que investigará o caso.

No último domingo (18) as redes sociais foram tomadas pela informação de que mulheres estariam sendo perseguidas por um carro misterioso. Um estudante serra-talhadense presenciou uma das cenas e publicou em sua página do Instagram sobre o momento que tentou ajudar uma vítima.

Veja também:   Curso de Engenharia da FIS realiza primeiro simpósio para estudantes e profissionais de ST

Em conversa com a reportagem do Farol, o delegado orientou que as vítimas formalizem a queixa na delegacia para que a Polícia Civil possa ter mais evidências para investigar, e garantiu que as vítimas que prestarem queixa do ocorrido não terão suas identidades reveladas. “Por enquanto não tenho conhecimento de registro de queixa sobre esse caso. Vou mandar a equipe se investigação averiguar. O importante é a pessoa formalizar um B.O. A Polícia Civil garante a proteção da identidade das vítimas”, ratificou Alexandre Barros.

RELEMBRE O CASO

Jovem alerta: carro que persegue mulheres em ST