Deputados fazem ressalvas ao ‘Juntos pela Segurança’

Foto: Giovanni Costa/ ALEPE

Por Blog do Carlos Britto

O lançamento do ‘Juntos pela Segurança’, novo programa de defesa social apresentado pela governadora Raquel Lyra na última segunda (31/07), mobilizou os deputados da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) na reabertura dos trabalhos plenários, nesta terça (1º). Os parlamentares reconheceram a importância dos investimentos de mais de R$ 1 bilhão na área, mas cobraram o detalhamento da política e a valorização dos trabalhadores do setor.

O líder do Governo na Alepe, deputado Izaías Régis (PSDB), noticiou a cerimônia de lançamento do programa, ocorrida no Centro de Convenções, em Olinda. Ele destacou o montante a ser investido na área e afirmou que a governadora está concretizando as promessas de campanha. “Em sete meses de mandato, Raquel Lyra já fez mais do que em oito anos de gestão passada. Então, espero que esta Casa traga para si a responsabilidade que tem com Pernambuco”, afirmou.

Veja também:   DELEGACIA DA MULHER: ST ganha mais uma força política no combate à violência

Mas para o deputado Sileno Guedes (PSB), o Governo do Estado se limitou a anunciar um cronograma, sem iniciativas concretas para o setor. Na avaliação dele, a estratégia do Executivo para combater a violência desconsidera a importância das ações de prevenção.

Em sentido semelhante, o deputado Joel da Harpa (PL) reconheceu a importância do anúncio de investimento do Governo do Estado em novos concursos e em equipamentos como viaturas e coletes para as forças de segurança, mas denunciou a falta de um pacote de medidas de valorização dos policiais.

Veja também:   Vereador questiona empresa Sinal Park em Serra Talhada

“Encenação”

Para o deputado Coronel Alberto Feitosa (PL), o ato de lançamento realizado no Teatro Guararapes teve ares de “encenação”. O parlamentar afirmou que a população e as tropas esperavam ouvir palavras de apoio da governadora, e o anúncio de ações concretas para combater a criminalidade. Mas a gestão estadual, segundo Feitosa, apenas apresentou uma plataforma para coletar propostas voltadas à área. “A população de Pernambuco não precisa de plataforma para dizer o que ela quer com relação à segurança. O que ela quer é tranquilidade e paz para sair de casa e para ficar em casa”, destacou. As informações são da assessoria da Alepe.

Veja também:   Faeca dá 'mão à palmatória' e revela que ficou abaixo da média à frente de secretaria