Foto: Farol de Notícias

Publicado às 04h desta quinta-feira (2)

A sociedade ainda está chocada com o assassinato do vereador Zé Dida Gaia, 62 anos, ocorrido ontem (quarta-feira) no bairro Alto da Conceição, em Serra Talhada. O parlamentar, que já tinha sido vítima de um atentado em 2019, no bairro Bom Jesus, foi executado com vários tiros quando abastecia o seu veículo em um posto de gasolina.

A reportagem do Farol, em conversa com populares que estavam no local, apurou que pelo menos dois homens agiram, com frieza, quando executaram Zé Dida. As informações é que os bandidos chegaram em um veículo de cor branca, e os disparos foram feitos dentro do carro, e logo em seguida fugiram em disparada. Outro detalhe é que um filho do vereador presenciou o homicídio, pois se encontrava dentro do veículo do pai, enquanto ele assinava  um recibo.

Pelo menos seis marcas de balas teriam sido identificadas na parede de um imóvel em frente ao posto de combustíveis, distante cerca de 20 metros de onde o corpo do vereador estava. Durante o isolamento do local, o clima ficou mais tenso quando a Polícia Militar teve que impedir pessoas de entrar na cena do crime para tirar o pano que cobria o rosto do parlamentar.

Leia também:

Em 7 anos, ST perde o 2º vereador de mandato para a violência

Veja também:   Cães farejadores encontram corpos de crianças em lago do Texas