Vereador Vandinho: 'Eu não sou homofóbico'

Publicado às 16h57 desta sexta (4)

Fotos: Celso García/Farol

O vereador Vandinho da Saúde negou, durante entrevista ao programa Falando Francamente, na TV FAROL no YouTube, nessa sexta-feira (4), que o projeto que veda a criação e adequação de banheiros multigênero em Serra Talhada, tenha cunho homofóbico. Vandinho disse que quem se exclui da sociedade é, na visão particular dele, a própria classe LGBTQIA+.

“Porque privilégio não é direito”, afirmou o vereador, que é um fiel defensor do presidente Jair Bolsonaro na Câmara Municipal e integrante da Igreja Universal do Reino de Deus. Neste sábado (5), na TV FAROL, a população vai poder assistir ao contraponto a Vandinho numa entrevista com representantes do Movimento Diverso na cidade.

Veja também:   Marcelo Pereira diz que vai entrar na história como o que mais pavimentou ruas

Vereador Vandinho: 'Eu não sou homofóbico'

“Estou sendo muito tachado de homofóbico, fundamentalista religioso, de preconceituoso, de racista, mas quem me conhece de fato sabe que eu não sou dessa forma. Eu estive conversando com uma pessoa que é ligada ao movimento LGBT aqui em Serra Talhada, é homossexual assumido, é meu amigo e irmão, eu gosto demais dele, aonde eu encontro ele eu abraço, eu beijo, é beijo na mão, beijo no rosto, não tem nenhum preconceito com qualquer classe que seja, seja negro, pobre, rico, trans… O projeto de lei que estamos apresentando tem o objetivo exclusivamente de preservar a privacidade do ser humano, tanto da mulher, como do homem, e também da classe trans, LGBT, eu seu lá… São várias siglas que tem. Vou colocar como trans, quando eu falar trans é englobando gays, lésbicas, travestis, e tudo que se enquadra na palavra trans”, disse Vandinho.

Veja também:   IBGE recebe nova autorização para abrir mais de 7 mil vagas

O PROJETO

“Estão pensando que eu estou tentando criar um novo banheiro, tanto para os órgãos públicos como para os órgãos privados. Mas não é assim: o projeto simplesmente veda a criação de um banheiro multigênero na esfera coletiva. Nós já temos banheiros multigêneros no Brasil e no meu projeto eu sabia que iria haver essa polêmica. Qualquer pessoa pode utilizar um banheiro unissex hoje no país, eu não estou no projeto dizendo que é para criar um terceiro banheiro, o que estou questionando é a proibição de um banheiro multigênero coletivo. Eu acho inadequado uma mulher, uma criança está usando um banheiro desse, em um certo estabelecimento, e entrar um homem para fazer suas necessidades junto com a mulher, usando o banheiro coletivo multigênero, então causa constrangimento, tira a privacidade”.

Veja também:   Homem é morto a facadas em ST; é o 4º homicídio de 2018

População opina sobre o tema! Veja o vídeo

VEJA A ENTREVISTA POLÊMICA COM VANDINHO NA TV FAROL

Leia mais

O projeto do vereador Vandinho é homofóbico e transfóbico