Publicado às 17h26 desta segunda (18)

O ex-prefeito Luciano Duque abriu o verbo nesta segunda-feira (18) para dizer que Lula não é um “salvador da pátria” e nem um “Deus” que vai eleger, a todo custo, Danilo Cabral (PSB) governador de Pernambuco diante o cansaço da população frente a tantas contradições do PSB no Estado. “Pernambuco viveu um marasmo na gestão Paulo Câmara, comemorar o quê? Nós estamos cansados desse modelo”, disse. Lula chega a Serra na tarde desta quarta-feira (20) [saiba  mais do evento].

Luciano lembrou de uma série de incoerências do PSB, especialmente para com o PT, quando muitas lideranças do partido detonaram, anos atrás, o Partido dos Trabalhadores. Duque alertou que os pernambucanos, no momento certo, saberão dar a resposta ao projeto encabeçado pelo governador Paulo Câmara mesmo com Lula apoiando Danilo. “Hoje as pesquisas mostram, 60% do povo está querendo mudança”, frisou.

Veja também:   A falange da estupidez política nas Eleições de 2022, por Bel Alves

VEJA AGORA NA TV FAROL

“E que PSB é esse? Camaleônico, que muda de acordo com os interesses… Eles mudaram agora [de bater no PT] para viabilizar a eleição do candidato deles, como viabilizaram a eleição de Danilo Cabral. Eu não sei se Lula é Deus, porque eu vi um artigo do Maurício Rands hoje, onde ele diz que a maioria dos Pernambucanos não querem a continuidade desse governo, então não será Lula que vai chegar aqui como salvador da pátria que vai dizer aos pernambucanos que o governo do PSB melhorou, que Pernambuco melhorou…”, disse Duque, abrindo o verbo:

“Essa história de dizer: ‘Ah, quando Lula chegar aqui isso vai mudar’ ou dizer: ‘Quando máquina moer… A gente já sabe o que é…’ Mas o povo altivo, libertário e revolucionário de Pernambuco vai dar uma resposta ao PSB, e vai votar livremente. A gente está vendo aí todos os dias a milhares de adesões que Marília tem recebido, de vereadores do PSB que estão sendo expulsos, de lideranças do PT que estão sendo expulsas, prefeitos e ex-prefeitos… Está difícil de administrar a agenda de Marília do tanto de adesão que está chegando, isso é o sentimento de insatisfação que faz com que as pessoas desejem a mudança”.

Veja também:   Veja programação religiosa e procissão em ST