Do Folhape

Foto: Tarciso Augusto/Secretaria de Educação

A Escola Técnica Estadual Professor Agamenon Magalhães (Etepam), localizada no Recife, e a Escola de Referência em Ensino Fundamental Evandro Ferreira dos Santos, de Cabrobó, Sertão de Pernambuco, são finalistas do prêmio internacional World’s Best School Prizes (Prêmio Melhores Escolas do Mundo, em tradução livre), que elegeu as 50 melhores escolas do mundo.

A Etepam é finalista da categoria Inovação do prêmio com o projeto Live Up, que busca estimular o empreendedorismo social, como com a produção de tijolos ecológicos e o software Cangame, que apoio alunos diagnosticados no espectro autista nos estudos e na comunicação.

Já a Escola Evandro Ferreira dos Santos, da gestão municipal de Cabrobó, faz parte do programa Educação Integrada e conta com o apoio da rede estadual de ensino. A unidade de ensino é finalista na categoria Superação da Adversidade, com projetos inovadores como o “Distantes sim, desconectados não. Família e escola projetando sonhos, promovendo a inclusão”, de autoria da professora Fernanda Sheilânia.

Essa iniciativa integra gestores, professores, alunos e, principalmente, seus familiares para superação de desafios comuns da comunidade. Um dos resultados já alcançados é a alfabetização de mães, para que consigam acompanhar o desenvolvimento estudantil de seus filhos.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Adolfina J. M. Diefenthäler, no Rio Grande do Sul, também é finalista, sendo essas três as únicas brasileiras entre as 50 escolhidas em todo o mundo.

Atualmentre mestre em Engenharia de Software, Eraldo Guerra foi o responsável por criar o Live Up na Etepam em 2010. A ideia desenvolvida era de que os alunos levassem à sala de aula problemas sociais das comunidades em que viviam para buscar soluções. Foi assim que nasceu a ideia do “Construcoco”, tijolos ecológicos confeccionados a partir da fibra de coco verde.

Veja também:   Moradores fecham BR-101 para cobrar auxílio

“Na época, uma aluna comentou que o bairro em que ela morava sofria com o descarte irregular da fibra do coco, que era bastante comercializado no local. A partir daí, os alunos foram criando possíveis soluções até que chegamos na primeira criação do Live Up, o Construcoco. Com uma resistência maior que o tijolo convencional, sem precisar do processo de queima ou de cimento em sua composição, o tijolo ecológico nos rendeu destaques internacionais”, contou Eraldo Guerra.

Nos anos seguintes, o Live Up abriu janelas para que os estudantes pensassem em vários problemas sociais e encontrassem soluções fora da rota comum.

Entre outros projetos de destaque, há, por exemplo, o de um cobertor biológico que ajuda a reduzir a poluição da água dos rios, e do software Cangame, que apoia alunos autistas nos estudos e na comunicação, já usado em 23 países. Ambos projetos já foram premiados e reconhecidos internacionalmente.

Gestora da Etepam há dois anos, Andreia Vieira conta que o título de finalista na categoria Inovação condiz com a realidade que a escola vivencia.

“A categoria em que estamos concorrendo ao prêmio final tem profunda conexão com a política e filosofia da nossa escola. Seguimos com este lema e estamos fechando parcerias com escolas de tecnologia”, contou a gestora.

World’s Best School Prizes

Em sua primeira edição, a iniciativa é organizada pela instituição britânica T4 Education, em parceria com Fundação Lemann, Fundação Templeton World Charity, Accenture, American Express e Yayasan Hasana, e destaca escolas que promovem práticas inovadoras de olho na melhoria da aprendizagem.

O prêmio é composto por cinco categorias: Colaboração Comunitária, Ação Ambiental, Inovação, Superação da Adversidade e Apoio a Vidas Saudáveis. São dez escolas que concorrem em cada uma delas.

Veja também:   Lula aponta com 47% e Bolsonaro com 28%

As três melhores de cada categoria serão conhecidas em setembro. As vencedoras serão divulgadas durante a Semana Mundial da Educação, em outubro. O prêmio final é de US$ 50 mil para cada escola.

Top 10 em Inovação

Escola Técnica Estadual Professor Agamenon Magalhães – Recife, Brasil
Escuela Emilia Lascar – Peñaflor, Chile
Eveline High School – Bulawayo, Zimbábue
I Love Dyslexia EFL School – Atenas, Grécia
MCD Co-ed Primary School Lajpat Nagar III – Nova Déli, Índia
N-High School – Okinawa, Japão
Sekolah Kebangsaan Kempandang – Kuatan, Malásia
Shining Star Internacional School – Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos
SVKM’s CNM School – Mumbai, Índia
St. Helen’s School – Londres, Reino Unido

Top 10 em Superação da Adversidade

Amani School for Refugees – Kakuma, Quênia
Best Intellectuals Model School – Aba Abia State, Nigéria
Marcus Garvey Technical High School – St. Ann’s Bay e Ocho Rios, Jamaica
Pinelands North Primary School – Cidade do Cabo, África do Sul
Project Shelter Wakadogo – Gulu, Uganda
Samaritan Mission School – Howrah, Índia
SMK Kampong Jawa – Selangor, Malásia
St. Edward’s Primary School – Tamworth, Austrália
Escola de Referência em Ensino Fundamental Evandro Ferreira dos Santos – Cabrobó, Brasil
West End Primary – Mitchells Plain, África do Sul