Do Diario de Pernambuco

Foto: Pixabay

Duas mulheres foram mortas nesta segunda-feira (21) em um ataque em uma escola em em Malmö, no sul da Suécia, pelo qual um aluno de 18 anos foi detido, informou a polícia sueca.

As duas mulheres, de cerca de 50 anos, “eram funcionárias da escola” Malmö Latin, localizada no centro da cidade, a terceira maior do país.

De acordo com a imprensa local, o suposto autor do crime entrou em contato com o serviço de emergência para informar onde se encontrava, que estava em posse de uma arme e para admitir ter matado as duas pessoas.

Alguns meios de comunicação suecos indicaram que o suspeito tinha uma faca e um machado.

Mais cedo, foi divulgada a informação de que duas pessoas ficaram feridas no ataque, entre as cerca de 50 que estavam no estabelecimento no momento do crime.

As duas vítimas “foram levadas a um hospital, mas suas vidas não puderam ser salvas”, informaram as autoridades.

Segundo imagens exibidas pela televisão sueca, cordões de isolamento foram instalados em frente ao estabelecimento estudantil e muitos veículos da polícia e ambulâncias foram enviados para o local.

Nenhuma motivação nem modus operandi foi revelado até agora.

Quando a polícia foi alertada sobre o incidente, mobilizou um grande dispositivo de segurança e conseguiu assumir o controle da situação, segundo o relato incompleto das autoridades.

Depois de receber informações preliminares de que havia gritos na escola, “obtivemos mais dados sobre o grave crime que estava sendo cometido, com atos de violência no interior do colégio”, declarou à AFP um porta-voz da polícia, Nils Norling.

“A primeira patrulha chegou à escola e deteve um homem suspeito. Eles conseguiram ver que havia dois feridos dentro do centro de ensino”, acrescentou.

Veja também:   Homem recolhe currículos na periferia e distribui para empresas