Do JCconcursos

Os primeiros editais do concurso SEE PE (Secretaria Estadual de Educação de Pernambuco) serão publicados já nesta terça-feira, 31 de maio. A confirmação foi feita pelo secretário estadual de educação, Marcelo Andrade Bezzera Barros, na última sexta-feira, 27 de maio, por meio de publicação em suas redes sociais.

De acordo com ele, os documentos serão para o preenchimento de 2.900 vagas de professores. Além disso, posteriormente, será divulgado um outro edital, para mais 500 postos de analistas. Neste caso, a data de liberação ainda será confirmada. Assim que iniciadas, as inscrições poderão ser feitas somente pela internet, na página eletrônica da banca organizadora, que será o Cebraspe.

Além das vagas iniciais, a seleção deverá contar com oportunidades para formar cadastro reserva de pessoal, para níveis médio e superior. No último concurso, realizado em 2015, as remunerações iniciais variaram de acordo com a carga horária de trabalho exercida. Para jornadas de 150 horas o salário foi de R$ 1.438,34 e para 200 horas, R$ 1.917,78.

De acordo com as informações preliminares, a seleção ofertará vagas para professores de todas as disciplinas da educação básica, educação profissional, educação especial e para o Conservatório Pernambucano de Música, além de vagas para analistas em gestão educacional.

Segundo o projeto básico, a distribuição de vagas por cargos deve ser a seguinte:

Magistério:

professor de educação básica – 2.907
professor para conservatório de música – 101
professor para educação profissionalizante – 35
Magistério para educação especial:

professor intérprete de libras – 28
professor brailista de nível superior – 29
professor brailista de ensino médio – 18
Área de apoio administrativo

Veja também:   Prefeitura de ST avança na entrega de fardas e kits escolares nessa 2ª

analista de gestão educacional – 500
Área de apoio técnico científico

assistente administrativo educacional – 68

Concurso SEE PE: saiba como foi a última seleção

O último concurso SEE PE ocorreu em 2015, quando foram oferecidas 3.000 vagas docentes, para níveis médio e superior. A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

As ofertas foram para professores de enfermagem (13), nutrição e dietética (4), saúde bucal (2), análises clínicas (3), meio ambiente (3), segurança do trabalho (7), eletrotécnica (6), mecânica (4), mecatrônica (2), administração (40), logística (26), comércio (3), desenvolvimento de sistemas (20), rede de computadores (45), manutenção e suporte de informática (8), edificações (5), design de interiores (2), comunicação visual (2), eventos (3) e hospedagem (2).

Candidatos com curso superior ou ensino médio puderam disputar os seguintes postos do magistério para educação especial: professor intérprete de língua brasileira de sinais (177); professor instrutor de língua brasileira de sinais (88); e professor brailista (77).

No caso de nível superior, as opções foram para professores nas seguintes disciplinas do currículo regular: matemática (778), física (477), química (378), biologia (317), educação física (80) e língua portuguesa (428).