Eduardo Bolsonaro entrega medalha de ''imbrochável'' para primeiro-ministro
Eduardo Bolsonaro – Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Folha de Pernambuco

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) entregou ao primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, uma moeda apelidada como “a medalha dos 3 Is”. O objeto mostra uma imagem centralizada do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), onde é possível ler o título “Clube Bolsonaro”, seguido de três palavras que o ex-presidente já usou, em diferente ocasiões, ao falar sobre si mesmo: “imbrochável”, “imorrível” e “incomível”.

A moeda foi entregue durante a Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC) Hungria, um dos principais eventos conservadores. Na ocasião, o filho “03” de Bolsonaro entregou a moeda ao primeiro-ministro do país do leste europeu e explicou o significado das palavras. Na ocasião, o parlamentar ainda falou da frase “Brasil acima de tudo”, um dos principais slogans de Bolsonaro durante campanha eleitoral.

Veja também:   Confira a programação do Festival de Inverno de Garanhuns

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

“Meu pai criou essa moeda de coleção. Esta é uma de suas voltas de motocicleta, em São Paulo. Diz aqui ‘imorrível’. É uma palavra que ele usa para quando você nunca morre, porque ele foi esfaqueado e sobreviveu. ‘Imbrochável’ é quando você nunca falha com a mulher na cama. ‘Incomível’ é ‘infodível’”, disse Eduardo ao entregar o objeto.

A moeda faz referência a uma fala do ex-presidentes em situações anteriores. Em maio de 2021, um apoiador cearense que estava em frente ao Palácio do Planalto lhe perguntou sobre seu estado de saúde. Ele então respondeu que era “imorrível, imbrochável, incomível”. Anteriormente, em janeiro, ele já havia falado a apoiadores em Brasília que, apesar de problemas para governar, era “imbrochável” e que “só papai do céu me tira daqui”, referindo-se à Presidência.

Veja também:   Bolsonaro confirma que ficou na Embaixada da Hungria

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol de Notícias pelo Instagram (clique aqui)

Nas redes sociais, Eduardo Bolsonaro ainda elogiou Orbán como o “melhor primeiro-ministro do mundo”, além de ter levado seu filho mais novo, Jair Henrique, para conhecer o político. “É o melhor exemplo de sucesso de um governo de direita, ainda mais em um país que viveu décadas sob o manto do regime comunista da ex-União Soviética. Hungria hoje é segura, turística e com bom controle migratório, o que previne o país de ataques terroristas”, escreveu o deputado.

Veja também:   Ex-major da PM procurado por tráfico internacional é detido na Hungria