inocencioA ameaça de expulsão do Partido da República (PR) não intimidou o deputado Inocêncio Oliveira, presidente regional da legenda. Ele emitiu nota nesta segunda-feira (13) ratificando o apoio ao tucano Aécio Neves (PSDB) na corrida pela presidência da República.

“Continuo firme com a candidatura de Aécio Neves e conto com a solidariedade do partido em Pernambuco. Também irei participar dos eventos da Frente Popular, junto com o governador eleito Paulo Câmara, o prefeito Geraldo Júlio e demais lideranças do partido”, disse o deputado. A nota também evidencia que o PR sempre pautou pela independência dos diretórios nos estados.

Veja também:   ELEIÇÕES: Lula quer manter PR na aliança e Inocêncio pode se tornar 'infiel'

Durante entrevista ao FAROL, nesse domingo (12), o deputado Sebastião Oliveira, herdeiro político de Inocêncio, declarou que o PR será extinto em Pernambuco caso haja qualquer punição ao cacique republicano. “Pelo menos 200 vereadores e 15 prefeitos irão deixar a legenda. Além dos deputados eleitos em Pernambuco”, sentenciou o deputado.

ROGÉRIO LEÃO

Em conversa com o FAROL, o deputado eleito Rogério Leão (PR) também mandou um duro recado para cúpula do Partido da República. “Se isto vier a acontecer (a expulsão) eu sairei pela mesma porta que o deputado Inocêncio sairá. Não fico no partido porque estou com o deputado Inocêncio até a alma. Estou solidário e repudio a atitude do partido”, disparou Leão.

Veja também:   Sebastião critica parceria de Rogério com Carlos e não aceita campanha 'casada' com Marinaldo