assaltoNos últimos 9 meses, 54 idosos foram mortos em Pernambuco. A estatística representa uma pessoa morta a cada cinco dias. No mesmo período do ano passado foram 31 crimes desse tipo. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recebe cerca de 200 denúncias por mês de ocorrências como maus tratos, abandono, negligência e exploração financeira contra idosos, como mostrou reportagem do Bom Dia Pernambuco desta segunda-feira (13).

Um levantamento feito pelo MPPE mostra quem comete mais violência contra os idosos. “Geralmente é o filho, depois a filha, depois o genro, a nora e assim sucessivamente”, explica a promotora de justiça Luciana Dantas. Com frequência quem denuncia são os vizinhos ou pessoas amigas.

Veja também:   Piso da Enfermagem começará a ser pago na próxima semana

Luciana explica que que os denunciados são principalmente os parentes das vítimas. “A exploração financeira é muito comum e praticada por familiares principalmente. Eles fazem apropriação do cartão magnético, obrigando-os a fazer empréstimos bancários”, afirma.

As denúncias de maus tratos também chegam ao MPPE, mas, segundo Luciana Dantas, elas devem ser caso de polícia e das promotorias criminais. “Os maus tratos também incluem a violação psíquica, como obrigar a celebrar um contrato ou tratar com discriminação. As pessoas que têm conhecimentos dessas agressões podem fazer denúncias ligando para o Disque 100, que também aceita denúncias de violência contra a mulher e contra crianças e adolescentes, ou ainda pelo 0800.281.9455”, afirma. Ela lembra que não é preciso se identificar ao fazer a denúncia.

Veja também:   Dono de supermercado é conduzido para DP de ST

A promotora diz que as apurações são feitas com rapidez, mas se for necessária uma celeridade maior, é melhor ir à Delegacia do Idoso. Os casos no Recife são investigados pela unidade que fica na Rua da Glória, 301, no centro da cidade. A delegacia do bairro também pode ser procurada.

Segundo a promotora, é importante que o idoso cultive uma rede social – mas uma rede física, não a internet. São os amigos da igreja, do bairro ou do clube, por exemplo. Essa rede deve ficar atento ao comportamento do idoso para fazer eventuais denúncias.

Veja também:   Pedreiro fica sem energia em casa após furto de fiação elétrica

( Do G1 )