Publicado às 19h37 desta sexta (8)

Fique alerta! Estelionatários estão agindo em Serra Talhada e fazendo vítimas a partir de um golpe de cartão de crédito. Pedindo para ter a identidade preservada, uma empresária moradora da cidade buscou a reportagem do Farol de Notícias relatando que foi vítima do crime, nessa quinta-feira (7), a partir da ação de uma quadrilha que teria interceptado uma ligação da central do Banco Itaú para coletar informações pessoais dela e seus dados bancários.

De acordo com o relato da empreendedora ao Farol, os golpistas fingiram falar em nome da Polícia Civil, se identificando como um suposto agente. Pela manhã, a vítima recebeu uma ligação de uma pessoa que se identificou como Felipe Monteiro, afirmando que um cartão da empresária tinha sido clonado. Após a ligação, de imediato, ela ligou para a central do cartão que pertence à administradora do Banco Itaú. “Neste momento a ligação foi interceptada pelos golpistas”, contou.

Em contato com os supostos atendentes da agência bancária, o golpistas iniciaram o processo de cancelamento do cartão pedindo o número e confirmando a operação. Durante a conversa, eles disseram ainda que a empresária serra-talhadense tinha um outro cartão clonado e iniciaram outro o procedimento para cancelar a partir do repasse de novos dados.

FALSO CANCELAMENTO

Após o falso cancelamento, os golpistas pediram para a empresária fazer uma ‘carta de contestação de compra’ manuscrita e informaram para ela, ainda por telefone, que um agente da Polícia Civil de Pernambuco iria na casa dela pegar esses cartões clonados junto com a carta de contestação para iniciarem uma investigação. “Eles disseram que iriam ver onde tinha sido feito essa suposta clonagem e que o suposto policial iria se identificar quando chegasse no endereço onde pegaria os meus cartões”, contou a vítima.

Veja também:   PT monta 'time' para derrotar Bolsonaro em ST

CHEGANDO NA CASA DA EMPRESÁRIA 

Segundo a empresária, um dos suspeitos do estelionato visitou o estabelecimento comercial da serra-talhadense e as câmeras de segurança do local registraram o momento em que um jovem pega os cartões. Mesmo desconfiando do procedimento, até mesmo a forma como se apresentou, pelas vestes e sem distintivo algum, ela aceitou a visita. Já durante a noite, a empresária comentou sobre a situação com a filha e ela percebeu que tinha sido vítima de um golpe.

De imediato ligaram para o Banco Itaú novamente. ”A pessoa que me atendeu disse que essa ligação tinha sido interceptada, que os cartões não tinham sido cancelados e sim feito mais compras e que as compras já ultrapassavam um total de quase R$ 6 mil reais em um dos cartões. E no outro cartão tinham tentado uma compra de mais de R$ 2.500. Fiz o cancelamento já a noite e o banco me garantiu que meus cartões estavam cancelados e que iam fazer o estorno das compras”, revelou a empresária.

ALERTA

”Quero alertar a população porque essa quadrilha está aqui usando esse golpe de ligar para dizer que o cartão está clonado quando na realidade eles estão interceptando a ligação da própria central do banco. Nosso sistema de câmeras pegou a imagem dele, quando veio aqui, a gente vai entrar com uma investigação para descobrir quem são. Eu não tive prejuízo porque agi muito rápido, mas quero deixar essa alerta para que as pessoas tenham cuidado quando receberem qualquer ligação porque a quadrilha está em Serra Talhada e está usando o nome da Polícia Civil de Pernambuco”, disse a empresária.