Novidades no ENEM 2023: o que você precisa saber sobre o exame

Foto: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock

Por Revista Forum

 

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é a principal porta de entrada para estudantes no ensino superior no Brasil. A prova avalia os conhecimentos e as competências dos estudantes que concluíram ou estão concluindo o ensino médio.

Além de ser usado como critério de seleção para programas como o Sisu, o Prouni e o Fies, o Enem também serve como certificação de conclusão do ensino médio para jovens e adultos que não concluíram essa etapa.

Se você pretende fazer o Enem 2023, confira nesta matéria as principais informações acerca do exame, como inscrições, datas, estrutura da prova e novidades.

Datas do exame

edital do Enem 2023 foi publicado no Diário Oficial da União no dia 08 de maio deste ano, apresentando as seguintes datas:

  • Inscrições: de 05 a 16 de junho de 2023;
  • Pagamento da taxa de inscrição: 5 a 21 de junho de 2023;
  • Prazo para recurso do pedido de tratamento especializado e pelo nome social: 26 a 30 de junho;
  • Resultado do recurso dos pedidos de tratamento especializado e pelo nome social: 5 de julho;
  • Aplicação das provas: 5 e 12 de novembro de 2023;
  • Gabarito das provas: 24 de novembro;
  • Resultados: 16 de janeiro de 2024
Veja também:   Confira o quadro de saúde do presidente

As inscrições devem ser feitas pela internet, na Página do Participante. O valor da taxa de inscrição segue no valor de R$ 85,00 e pode ser pago em agências bancárias, casas lotéricas ou agências dos Correios. 

Os estudantes que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou que comprovarem renda familiar igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa têm direito à isenção da taxa.

Pessoas com deficiência, gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar ou participantes que necessitarem de atendimento especializado devem fazer a solicitação no ato da inscrição e anexar os documentos comprobatórios. O mesmo vale para os participantes que desejarem ser tratados pelo nome social.

O Inep divulgou também o cronograma para para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL). Para esses candidatos, as datas de aplicação do exame serão nos dias 12 e 13 de dezembro, e as inscrições estão previstas para os dias 9 a 27 de outubro de 2023. O local da realização das provas será nas unidades prisionais ou socioeducativas. No dia 16 de janeiro de 2024 ocorrerá a divulgação do resultado.

Veja também:   Auxílio-gás divulga novo pagamento do benefício

Estrutura das provas 

O Enem é composto por quatro provas objetivas e uma prova de redação, onde cada prova objetiva tem 45 questões de múltipla escolha, totalizando 180 questões. As provas são distribuídas em dois domingos consecutivos, com duração de 5 horas e 30 minutos no primeiro dia e 5 horas no segundo dia.

O primeiro dia conta com  Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias e Redação, já o segundo, Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias.

As questões do Enem são elaboradas com base na Matriz de Referência do exame, que define as habilidades e os conteúdos que devem ser avaliados em cada área do conhecimento. A matriz está alinhada com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio, que estabelece as aprendizagens essenciais para essa etapa da educação básica.

O formato do ENEM vai mudar?

Após a discussão em torno do Novo Ensino Médio no governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o Ministério da Educação (MEC) abriu uma consulta pública acerca do assunto para debater sobre o futuro das provas. A consulta será concluída neste dia 6 de junho. Por isso, o Enem de 2023 manterá seu formato de 180 questões objetivas e redação.

Veja também:   Criança de 6 anos tem traumatismo craniano após cair de atração

Caso a consulta pública indique o interesse na mudança, o diretor de políticas e diretrizes da educação integral básica do Ministério da Educação (MEC), Alexsandro Santos, afirmou que a mudança para o Enem 2024 será feita.

Novidade 

Uma nova versão digital do Enem foi informada pelo Inep, para o edital, com objetivo de assegurar a acessibilidade de pessoas com deficiência visual.

A novidade será por meio do programa DOSVOX, sistema operacional desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que vai permitir que estas pessoas utilizem um microcomputador comum (PC) para realizar várias tarefas, conseguindo um grande nível de independência no trabalho e no estudo.

Para solicitar os atendimentos especializados e formas de acessibilidade, os participantes poderão requisitar no ato da inscrição do Enem 2023. O exame vai incluir:

  • Surdo cegas, surdas, cegas, com deficiência auditiva;
  • Pessoas gestantes;
  • Baixa visão e visão monocular;
  • Autismo, deficiência intelectual, dislexia, deficiências físicas e déficit de atenção;
  • Estudantes de Classe Hospitalar

O cartão-resposta, que ficava no padrão fonte 12, será impresso em tamanho 18 com objetivo de auxiliar participantes com distintos tipos de deficiência visual. E a folha de redação também será expandida.