Ex-presidente francês será julgado por financiamento ilegal em campanha eleitoral

Do Diario de PE / Foto: Ian Langsdon/Pool/AFP

O ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy vai ser julgado no início de 2025 pelas acusações de ter financiado ilegalmente a sua campanha eleitoral em 2017, usando fundos alegadamente do então líder da Líbia, Muammar Kaddafi.
A Procuradoria Nacional das Finanças francesa anunciou hoje que os juízes responsáveis pelo caso concluíram a investigação e processaram Sarkozy e outras 12 pessoas, incluindo os seus ex-ministros Claude Guéant, Brice Hortefeux e Éric Woerth.
Sarkozy foi o chefe de Estado da França entre 2007 e 2012 e é alvo de quatro acusações, entre elas, recebimento de fundos públicos desviados, corrupção passiva, financiamento ilegal de campanha eleitoral e associação criminosa com vista à prática de um crime.
Veja também:   Noivos se casam em meio a temporal em Caruaru