George Santos pediu dinheiro para enterro da mãe em redes sociais

Do G1

O deputado republicano George Santos era conhecido na comunidade brasileira em Nova York pelo seu segundo nome, Anthony Devolder. Em 2016, ele pediu dinheiro a um grupo de brasileiras, através de redes sociais para o enterro da mãe.

O americano filho de imigrantes brasileiros é conhecido nos Estados Unidos e no Brasil como um mentiroso contumaz, que forjou todas as informações do currículo para concorrer a deputado federal pelo estado de Nova York e foi eleito.

A coordenadora do grupo Brasileiras de Nova York no Facebook, Rafaela Rangel, é conhecida na cidade por ajudar vários brasileiros. A página na internet tem o objetivo de fortalecer a comunidade e criar uma rede de ajuda. Por isso, ela postou o link na rede, para ajudar Anthony.

As brasileiras conseguiram angariar US$ 2.000 (atualmente R$ 10.400) para o rapaz.

Veja também:   Com 7 remédios aprovados, não há nenhum ainda disponível na rede pública do Brasil

Em Janeiro de 2017, ainda se apresentando como Anthony, ele fez uma postagem na internet criticando todos os imigrantes e refugiados. Disse que não era problema dele lidar com essas pessoas.

Rafaela reagiu lembrando que imigrantes, em muitos momentos, são refugiados também e que tinha sido a imigrantes que ele recorreu quando precisou de dinheiro para o enterro da própria mãe. A discussão aconteceu na página de Anthony no Facebook.

Rafaela postou um vídeo com críticas e Anthony pediu a ela que retirasse o material do ar.

O que ela e as demais brasileiras que frequentam a plataforma não poderiam esperar aconteceu em novembro passado. A notícia de que um brasileiro estaria na turma de novos empossados do congresso dos Estados Unidos foi motivo de orgulho para muita gente. Porém, logo veio à tona a fraude de George Santos que é investigado nos Estados Unidos por ter fabricado toda sua história de vida.

Veja também:   CPI pretende pôr executiva da Precisa cara a cara com irmão de Miranda

Mas Rafaela não tinha ligado Anthony ao deputado. Somente no último fim de semana foi alertada de que se tratava do mesmo brasileiro. Ela desabafou no grupo, na internet, contando às demais brasileiras de quem se tratava.

A descoberta gerou revolta entre as participantes do grupo que conta com 7.900 mulheres inscritas. Durante a campanha eleitoral, Santos chegou a mentir que a mãe tinha morrido nos ataques terroristas do 11 de setembro de 2001. Elas decidiram vasculhar a internet em busca de mais informações sobre ele.

Sonho americano

Santos foi eleito para o Congresso americano em 8 de novembro, aos 34 anos, por Nova York. Filho de imigrantes brasileiros, com um currículo que incluía estudos universitários e passagem por dois bancos de Wall Street, ele se descrevia como a “incarnação do sonho americano”.

Veja também:   Podcast revela segredos da modelo Tallita Martins

Mas uma investigação realizada pelo jornal New York Times revelou que o deputado republicano, apoiador de Donald Trump, tinha mentido em seu currículo. Ele não estudou na Universidade Baruch, como dizia, nem trabalhou para o Goldman Sachs ou o Citigroup, como afirmava.

Além disso, no Brasil, ele tinha histórico na polícia, acusado de roubar o talão de cheques de um paciente da mãe, enfermeira de Niterói, para comprar produtos falsificando a assinatura.

Ele admitiu que tinha mentido em sua biografia e atualmente é investigado nos Estados Unidos e no Brasil.