Publicado às 13h10 desta quinta-feira (12)

Imagem ilustrativa

Mesmo o estado de Pernambuco já tendo implementado a Lei da Focinheira, Lei Nº 12.469, de novembro de 2003, ampliada em 2021, alguns municípios ainda não aderiram, fato este que preocupa a população que tem o direito de ir e vir ameaçado pelo risco de ser vítima de ataque de cão nas ruas. Uma vítima recente em Serra Talhada, procurou o Farol cobrando providência urgente após sofrer mais um ataque nessa terça-feira (10) durante uma caminhada.

”Eu estava fazendo caminhada quando fui atacado por um cachorro em frente à quadra Luiza Kerle, reclamei com o dono e ele ficou rindo. Esse já é o terceiro ataque que sofro de cachorros nesses últimos dois meses, venho pela terceira vez pedir às autoridades de Serra Talhada que tomem uma providência a respeito desses animais. O direito de ir e vir não pode ser prejudicado por causa de animais nas ruas. Tenho observado também algumas pessoas fazendo caminhada de manhã andando com paus, não entendia o motivo, mas agora entendo que é para evitar ataques de animais nas ruas, o uso de focinheira se faz necessário e é urgente nesses animais para evitar acidentes”, detalhou.

Há menos de 2 meses, uma serra-talhadense cobrou a implantação da Lei da Focinheira em Serra Talhada, após presenciar ataques de cães de grande porte pelas ruas da Capital do Xaxado e constantemente ocorrem situações desta natureza que coloca a vida do cidadão em risco.

SAIBA MAIS

Após ataque, mulher cobra Lei da Focinheira em ST

Veja também:   Homem com tornozeleira é morto a tiros na BR-232, no Agreste