Homofobia: mulher ataca casal gay em padaria de SP
Mulher ataca casal LGBT em padaria (Crédito: Reprodução/X)

Do Diario de PE

Um caso de homofobia em São Paulo (SP) ganhou repercussão nesta terça-feira (6/2) após a vítima divulgar vídeos do ataque sofrido em uma padaria da capital.

Em publicação, o jornalista Rafael Gonzaga relata que ele e o namorado foram ao estabelecimento, em Santa Cecília, quando uma mulher perseguiu os dois e passou a agredi-los física e verbalmente.

RELATO DE HOMOFOBIA EM SP

“Sábado, 3/2, às 4h, eu e meu namorado paramos na padaria Iracema, em Santa Cecilia, pra comer algo e ir pra casa, mas acabamos num filme de terror. Uma mulher nos atacou física e verbalmente”.

A agressora ainda afirma ser de família tradicional e ter educação. Os ataques continuam enquanto pessoas na padaria gritam “vaza”.

Veja também:   Transplante de rim de Faustão é concluído; confira os detalhes

Rafael conta que foi agredido no rosto e ficou com o nariz sangrando. Segundo ele, a Polícia Militar foi acionada, mas a viatura só chegou após a quarta ligação e a agressora não foi presa.

Ao Portal G1, a Secretaria de Segurança Pública de SP informou que os dois homens foram vítimas de injúria e lesão corporal.

“As vítimas relataram que, ao chegarem de carro a uma padaria, foram abordadas por um grupo de pessoas, sofrendo agressões físicas. Durante o incidente, um dos agressores lançou um cone de sinalização em direção às vítimas. O caso foi registrado como preconceitos de raça ou de cor (injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro, em razão de raça, cor, etnia ou procedência nacional) e lesão corporal pela Delegacia de Repressão aos Crimes Raciais contra a Diversidade Sexual e de Gênero e outros Delitos de Intolerância (Decradi) nesta segunda-feira (5).”

Veja também:   Programa Pé de Meia vai pagar até R$ 9,2 mil a alunos do ensino médio

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP), mas ainda não teve retorno. O espaço segue aberto para futuras manifestações.