O Hospital Eduardo Campos (HEC), de Serra Talhada, unidade que conta com a gestão da Organização Social de Saúde (OSS) Hospital do Tricentenário, realizou um procedimento que marca mais uma grande conquista para o setor da saúde do Sertão: a Colangiopancreatografia Endoscópica Retrógrada (CPER).

O exame tem como principal indicação o tratamento de cálculos (pedra) no colédoco, podendo diagnosticar e tratar outras doenças das vias biliares e pancreáticas.

“Esse é mais um importante passo que o HEC dá em um vazio assistencial que existia na região. Pacientes com indicações para CPER precisavam ser deslocados para outras cidades, aumentando o tempo de internamento e espera pelo procedimento”, comemora Patrícia Queiroz, gestora do Hospital Eduardo Campos.

Veja também:   Hospam e HEC registram quase 20 acidentes no fim de semana

Receba as manchetes do Farol em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

De alta complexidade, a CPER é considerada uma microcirurgia por via endoscópica, realizada sob anestesia.

No HEC, o exame que usa raios-x para analisar o sistema biliar e os ductos pancreáticos é um procedimento inovador e minimamente invasivo, visto que é possível acessar a via biliar e remover os cálculos sem a necessidade de cirurgia.

Ao todo, até dez procedimentos serão realizados por mês, atendendo a demanda da terceira macrorregião.

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol de Notícias pelo Instagram (clique aqui)