INSS: qual será o novo teto? E o reajuste de quem se aposentou em 2023?

Agência INSS – Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Por Folha de Pernambuco

O ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, confirmou na quinta-feira que o reajuste dos benefícios do INSS para quem ganha acima de um salário mínimo será de 3,71%, ou seja, sem ganho real.

O percentual é o menor em cinco anos, já que o índice que corrige os benefícios, o INPC, refletiu a queda da inflação no ano passado.

Para quem recebe pelo piso, haverá ganho real, graças à política de valorização do salário mínimo adotado pelo governo Lula. Desde 1º de janeiro, o piso subiu para R$ 1.412, com um reajuste de 6,97% sobre o valor vigente em 2023, que era de R$ 1.320.

Veja também:   Governo de PE anuncia concurso com 214 vagas para a Polícia Científica

Mas qual será agora o novo teto do INSS? E quando começa a ser pago os benefícios com o reajuste? Para quem se aposentou ao longo de 2023, qual será o índice de corrreção?

Teto do INSS
Atualmente, o valor máximo do benefício para aposentadorias e pensões é de R$ 7.507,49. Com o reajuste de 3,71%, o novo teto vai subir para R$ 7.786.

E quem se aposentou em 2023?

Os beneficiários do INSS que passaram a receber aposentadoria, pensão ou auxílio ao longo de 2023 — e ganham acima do salário mínimo nacional — terão um reajuste proporcional, de acordo com a data em que começaram a ter direito ao benefício.

Veja também:   Juiz do TRT acusado de assédio sexual por 30 mulheres pede férias

Por isso, os ministérios da Previdência Social e da Fazenda divulgaram, nesta sexta-feira, uma tabela escalonada com percentuais de correção de acordo com o mês de concessão.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão (clique aqui)

Isso ocorre porque, segundo o INSS, esses beneficiários não sofreram os efeitos da inflação cheia de 2023 sobre seus benefícios. Por isso, terão reposição proporcional.

Confira a tabela, de acordo com a data de concessão do benefício

  • Janeiro de 2023: 3,71%
  • Fevereiro de 2023: 3,23%
  • Março de 2023: 2,44%
  • Abril de 2023: 1,79%
  • Maio: 1,26%
  • Junho de 2023: 0,89%
  • Julho de 2023: 0,99%
  • Agosto de 2023: 1,08%
  • Setembro de 2023: 0,88%
  • Outubro de 2023: 0,77%
  • Novembro de 2023: 0,65%
  • Dezembro de 2023: 0,55%
Veja também:   Santa Cruz anuncia lateral-esquerdo João Victor

Qual começa a valer?
A vigência dos reajustes é para janeiro – ou seja, o novo valor vai ser pago ao beneficiário quando este receber sua aposentadoria, pensão ou auxílio nos primeiros cinco dias úteis de fevereiro.