O Projeto de Integração do Rio São Francisco atingiu esta semana um efetivo de 10.100 trabalhadores atuando ao longo dos 477 km de extensão das obras. Com 3.140 equipamentos em operação, novas frentes de serviço em período integral também foram criadas para dar mais celeridade ao empreendimento. Em um ano, o Ministério da Integração Nacional reforçou em mais de 50% as atividades na obra do São Francisco.

Do total de mão de obra, mais de 750 profissionais trabalham diretamente na fiscalização, supervisão e gerenciamento do projeto. Os trechos das obras que passam pelos municípios pernambucanos de Salgueiro e Cabrobó; de Brejo Santo, Jati e Mauriti, no Ceará; e pela cidade paraibana de São José de Piranhas estão com atividades 24 horas por dia. Estas cidades estão inseridas nas três metas de execução do Eixo Norte.

Veja também:   EUA derrubam objeto não identificado que sobrevoava o Alasca
CANTEIRO DE OBRAS EM CABROBÓ
CANTEIRO DE OBRAS EM CABROBÓ

De janeiro a abril deste ano, houve um acréscimo de mais 1.300 profissionais no maior empreendimento hídrico do país. O Ministério da Integração Nacional também prevê a ampliação dos trabalhos noturnos no São Francisco. “No Eixo Norte, em quase todas as frentes, nós estamos trabalhando em dois turnos. A partir de maio isso ocorrerá também no Eixo Leste, com mais frentes de serviço 24 horas”, assegura o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira.

Toda essa mobilização tem o intuito de cumprir as metas estabelecidas pelo Governo Federal, de levar água à população em 2015. “O importante é que as obras estão andando dentro do prazo acordado. Vale destacar que nós já temos muitos trechos concluídos”, afirma Teixeira. Segundo ele, esse esforço vai beneficiar não só a população do sertão, mas também de centros urbanos, além de movimentar a economia da região.

Veja também:   Estudantes denunciam falta de ar-condicionado em escola

Com quase 60% de avanço físico, o Projeto de Integração do Rio São Francisco faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Formado por dois canais que somam 477 quilômetros lineares, o empreendimento envolve a construção de 14 aquedutos, nove Estações de Bombeamento, 27 reservatórios e quatro túneis para transporte de água.  O Projeto São Francisco vai garantir a segurança hídrica de mais de 12 milhões de nordestinos dos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Ao todo, 390 municípios serão beneficiados quando o projeto for concluído.

Veja também:   Bolsonaro diz que participará de dois debates
CANTEIRO DE OBRAS EM FLORESTA (PE)
CANTEIRO DE OBRAS EM FLORESTA (PE)
CANTEIRO DE OBRAS EM SALGUEIRO
CANTEIRO DE OBRAS EM SALGUEIRO