Fotos: Assessoria 

O Falando Francamente é de 2ª a 6ª, das 11h às 12h na TV FAROL no YouTube

Publicado às 05h50 desta quarta-feira (13)

O prefeito de Santa Cruz da Baixa Verde, Irlando Parabólicas, visitou o estúdio da TV Farol, nessa terça-feira (12), e durante o programa Falando Francamente, abriu, ‘ao vivo’, um dossiê com provas que o ex-prefeito, Tássio Bezerra deixou um cenário de ‘terra arrasada’ com um ‘rombo’ que ultrapassa os R$ 20 milhões.

“Eu realmente entrei na prefeitura achando que estava pegando a prefeitura limpa, sem débito. Quando eu cheguei na prefeitura eu me deparei com a situação, que eu acho que é um caso de calamidade pública, tanto que eu decretei essa questão. Porque não tem dinheiro, o único dinheiro que ficou nos cofres do município foi R$ 20 mil ou coisa assim. Tinha ficado R$ 40 mil mas ele [Tássio Bezerra] deixou uma duplicata de R$ 15 mil, acaba que eu fiquei engessado. Quando eu vou puxar as contas, me deparo com situações mais tristes ainda, só de conta de energia tem R$ 290 mil. Os carros do TFD estão indo para Recife, para ir eu abasteço fiado e para voltar eu tenho que tirar do meu bolso. Porque não tem nenhum posto credenciado porque ele [Tássio] também ficou devendo mais de meio milhão de combustível, na verdade era 780 mil, tudo é pelo cartão prime que é credenciado”, disse o prefeito.

ASSISTA AGORA! IRLANDO FALA SOBRE ‘ROMBO’ NA PREFEITURA DE SANTA CRUZ DA BAIXA VERDE

GOVERNO ENGESSADO

Ainda durante a entrevista, Irlando desafiou o ex-gestor a provar o contrário, e lamentou, que foi entregue uma prefeitura ‘engessada’ sem capacidade de novos investimentos.

Veja também:   Mãe de Wesley Safadão chora ao comentar sobre estado de saúde do filho

“Hoje estamos engessados sem poder mandar carros para fora e quando manda tenho que pagar, até para comprar botijão de gás para o hospital, eu estou pagando do meu bolso, estou pagando feira, carne, alguns medicamentos porque não tem recursos, deixou a prefeitura quebrada, ou seja, um caos e eu tenho prova, porque dias atrás eu fiz uma matéria que ele disse que tinha feito, tinha deixado a prefeitura com uma frota, até desfilou com alguns carros, quando na verdade metade da frota está sucateada. O camarada vai nas redes sociais e diz que deixou R$ 4 milhões e eu quero que ele me prove que deixou R$ 4 milhões e eu quero que ele me desminta, que ele deixou aqui só de combustível esse valor que eu disse”.

SERVIDORES LEVARAM O ‘GOLPE DO TÁSSIO’, 

“Agora a bronca todinha é que deixou de pagar os funcionários, no caso dos professores, meio milhão de reais praticamente, os contratados estão sem receber e ele [Tássio] não pagou a folha de dezembro, deu o calote em todos os credores. Só esse ano, de dívida com credores, foram quase R$ 3 milhões. E durante os 4 anos até onde eu sei, porque tem muita coisa para investigar, chega a quase R$ 5 milhões, ou seja, é muito dinheiro. Agora o dado mais importante que eu mostrei para você é a previdência, a bronca que eu estou na previdência, quando eu olhei o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) tinha saído quase R$ 150 mil das contas da gestão, ele [Tássio] ficou devendo duas parcelas de um acordo que ele tinha feito na previdência, quando eu mandei fazer uma investigação ele fez um acordo de R$ 12.600.000, ele a devia 12 milhões de reais em uma cidade de 12 mil habitantes. Está aqui para todo mundo ver, quem quiser tirar a prova vai lá na prefeitura de Santa Cruz que eu estou aberto. Ele fez agora em novembro acordos milionários, ou seja, isso aqui para quem está sobrando? Para mim. Se eu soubesse que ia ser assim eu não tinha entrado não, é bronca por cima de bronca, é o povo batendo na porta querendo cobrar, querendo dinheiro, eu sei o que vou fazer porque vou descascar esse abacaxi mesmo com tanta inadimplência. Estou cuidando da saúde, estou dando o meu melhor, mas preocupado porque o município entrou em estado de calamidade financeira porque não tem dinheiro, essa é a verdade”, finalizou Irlando Parabólicas.

Veja também:   Hospam, em ST, vive crise no atendimento à Covid