Matéria publicada nesta terça-feira (14) pelo USA Today conta que segundo autoridades, a esposa e o enteado de um líder da Ku Klux Klan, que foi encontrado morto no fim de semana, foram acusados de assassinato na segunda-feira (13).

Segundo a reportagem Malissa Ancona, de 44 anos, e seu filho Paul Edward Jinkerson Jr., 24, foram acusados de assassinato em primeiro grau, adulterando evidências e abandonando um cadáver.

O diário afirma que o xerife do condado de Washington, Zach Jacobsen, disse em um post no Facebook que o marido de Ancona, Frank Ancona, 51, foi encontrado morto no sábado em uma margem de um rio perto de Belgrado, Missouri.

Uma autópsia descobriu que Frank morreu de uma ferida de bala na cabeça, informou o USA Today. Frank foi morto em 9 de fevereiro em um quarto na casa que dividiu com Malissa, de acordo com uma provável declaração de causa, informou o jornal.

As autoridades obtiveram um mandado de busca e encontraram sangue no quarto principal em 11 de fevereiro, finalizou USA Today.