Juiz Marcus Gadelha faz balanço do ano e elogia trabalho do Farol

Foto: Farol de Noticias/Licca Lima

A reportagem do Farol acompanhou na tarde da última quarta-feira (13) o desenrolar de mais um júri popular no Fórum da Comarca de Serra Talhada. O caso julgado era do assassinato do jovem Wanderson da Silva Ferraz, 23 anos, no ano de 2021. Após o fim da sessão, o juiz Marcus César Sarmento Gadelha concedeu uma entrevista avaliando o trabalho do judiciário local.

“Nós tivemos a ampliação da política de combate ao crime com a instalação da nova vara criminal, outra [conquista] é a consciência do povo de Serra Talhada em relação a obrigação de reeducar seu comportamento frente a violência. E um dos papeis mais importantes que eu tenho visto é a divulgação que vocês do Farol estão se destacando muito. Ou seja, mandar a notícia na hora e com verdade. Serra Talhada tem problemas? tem, mas tem soluções. E eu acredito que tudo que foi feito neste ano vai surtir os efeitos para os anos vindouros e para sempre, porque estamos mudando e para melhor”, destacou o magistrado.

Veja também:   1ª etapa da Sérgio Magalhães gera polêmica

O jurista demonstrou estar bastante esperançoso com as mudanças que vêm se instalando no judiciário de Serra Talhada e se disse feliz com o andamento de todas as sessões. “Fico muito feliz com tudo que está acontecendo, inclusive com a cobertura maravilhosa que o Farol está fazendo. Estou feliz com essa mudança completa que está havendo frente a estes crimes, sobretudo os mais violentos. Todos nós trabalhando em prol da sociedade serra-talhadense” celebrou Dr. Marcus.

O juiz achou importante frisar os principais desafios enfrentados em 2023 e mostrou expectativa quanto possíveis modificações para o melhoramento da estrutura judiciaria.

Veja também:   Idosa é socorrida na BR-232 em Serra Talhada

“Primeiro que foi a quantidade de processos de violência acumulada ao longo do tempo e ter uma estrutura  ainda não compatível  com as necessidades da cidade. Espero que a gente evolua ainda mais no campo cívil e estar chegando novas modificações e que a gente possa ganhar novas unidades para poder melhorar ainda mais o trabalho do judiciário. E poder dar a Serra Talhada aquilo que ela merece que é dedicação, estrutura adequada e força de vontade de trabalhar de todo nós”, finalizou Marcus Gadelha.

Veja também:   Com avanço da criminalidade em ST, até PM foi alvo de golpe