Márcia é a principal responsável pelo 'tsunami' político em STPor Paulo César Gomes, Professor e escritor, colunista do Farol

A movimentação política em  Serra Talhada pode ser comparada ao movimento do mar, tem horas que aparecem algumas ondas grandes, em outras, surgem verdadeiros tsunamis, e às vezes, os atos parecem umas marolinhas.

No caso da união entre Márcia Conrado e Sebastião Oliveira, foi um verdadeiro tsunami, provocando o surgimento de uma nova configuração política entre famílias que já foram aliadas e adversárias políticas em diferentes momentos da nossa história recente.

Nos anos 60 e meados dos anos 70, Argemiro Pereira, Nildo Pereira, Hildo Pereira e Luiz Lorena, foram aliados de Tião Oliveira e Inocêncio Oliveira. Depois romperam e foram adversários por quase três décadas.

Veja também:   Confira o Programa do Farol ao vivo neste sábado

Em 2004, Carlos Evandro foi eleito prefeito com apoio de Inocêncio e Sebastião Oliveira. Em 2012, Pereiras e Oliveiras voltaram a ser adversários. E em 2024, os clãs voltam a se unirem em torno de um projeto que visa estabelecer uma nova hegemonia política na cidade, que entre outras coisas, repercutirá nas eleições de 2026.

No entanto, a aliança ainda não foi bem assimilada por setores do PT e do AVANTE. A marreta que destruiu os retrovisores deixou muitos cocos espalhados. Não se sabe ainda se esses cacos poderão ou não atrapalhar a nova caminhada dos Pereiras/Conrado e dos Oliveiras/Ignácio.

Veja também:   Homenagem: CMST concede título de cidadão ao padre Afonso Carvalho, neste sábado

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

Duas coisas são certas. A primeira é que a marreta não irá quebrar a memória digital. Ou seja, falas com críticas a ambos os lados serão resgatadas e usadas amplamente por adversários da aliança. E mesmo que se busque nacionalizar o debate, associando a união do PT e do AVANTE ao governo Lula, isso não será capaz de tirar o foco das questões locais.

Essa é uma eleição municipalizada, e é praticamente impossível fugir das questões ligadas às demandas do município.

Veja também:   TSE encaminha denúncias de 1,5 mil links com conteúdo enganoso

A segunda, é registrar como a prefeita Márcia Conrado foi corajosa e habilidosa ao bancar essa nova engrenagem política. Outros talvez não topassem. Por isso ela é a dama de ferro. Nesse momento ela se revela como a melhor jogadora no tabuleiro do xadrez político.