Publicado às 14h31 deste sábado (7)

Fotos: Celso García/Farol

O Farol conversou com exclusividade com o governador Paulo Câmara e a prefeita Márcia Conrado sobre a ausência do ex-prefeito Luciano Duque e do deputado federal Sebastião Oliveira no evento que marcou os 171 anos de emancipação política de Serra Talhada, nesta sexta-feira (6). O Farol abordou os dois logo após o corte do bolo.

“Veja, Sebastião vinha conosco hoje, e teve que ficar em Brasília para um compromisso lá, para o aniversário do candidato a presidente do partido dele, mas estamos conversando e isso [possível distanciamento de Sebastião] faz parte da política, com muita unidade vamos trabalhar para isso”, disse Paulo Câmara, evitando se prolongar no assunto.

Já a prefeita Márcia Conrado disse que viu com naturalidade a ausência do aliado no evento. “Eu encaro [essa ausência dele] com naturalidade. Luciano Duque está aí no caminho, buscando votos em outras cidades, a gente esteve ontem o dia todo juntos, andamos juntos lá em casa, é o nosso candidato a deputado estadual e eu tenho certeza que Serra Talhada reconhece a grandeza dele”.

APESAR DOS “PANOS MORNOS…”

Apesar dos ‘panos mornos’ colocados por Paulo e Márcia, tanto Sebastião como Duque já demarcaram terreno na disputa eleitoral deste ano. ‘Sebá’ não esconde a insatisfação com o tratamento que vem recebendo na Frente Popular e anunciou apoio ao deputado André de Paula (PSD) para o Senado, que rompeu com Paulo Câmara, mas disse ‘ter palavra’ e vai manter apoio ao socialista Danilo Cabral para governador.

Já o ex-prefeito Duque tomou posição antes de levar uma ‘puxada de tapete’ do PT. Duque nunca escondeu sua postura contra os desacertos do governo Paulo Câmara, anunciou apoio à pré-candidatura da adversária do PSB, Marília Arraes, deixando a prefeita Márcia livre para seguir as orientações do PT. A temperatura política deve aumentar em Serra Talhada…

Veja também:   Atleta de ST deixa marca nordestina na França