Publicado às 15h13 deste sexta-feira (6)

Fotos: Celso García/Farol

O momento do corte do bolo de 171 anos de emancipação política de Serra Talhada teve um cena emocionante e inusitada, na manhã desta sexta-feira (6), na Avenida Enock Ignácio, quando a prefeita Márcia Conrado ofereceu o simbólico primeiro pedaço a uma criança que estava na beira do palco e o segundo pedaço a um morador de rua que estava já na esquina do palanque atrás de uma grade. Márcia, com isso, buscou não parecer distinguir-se do povo.

Outro fato se fez notar pela altura do palanque, acessível à população (ficou na altura do joelho) e que possibilitou à Márcia maior proximidade do público. A prefeita se esforçou em não parecer distante. Após o corte do bolo, ela partiu em direção às pessoas para conversar, pegar na mão e tirar selfs em quantidade. Essa atitude obrigou do governador Paulo Câmara uma tomada de ação menos introspectiva, como vinha apresentando.

Instigado por Márcia, Paulo então saiu de perto dos asseclas e partiu em direção ao público. Ao lado da prefeita, se abaixou, forçou sorriso e se esgueirou a fazer selfs, mostrando os dentes enquanto Márcia pegava o celular da população para tirar fotos. O esforço, no entanto, foi breve. A prefeita continuou sozinha o ofício de atender os pedidos de tietagem da população. Depois, uma fila foi formada para a entrega dos demais pedaços do bolo, construído em quatro andares com os dizeres: “Princesa do Sertão de Pernambuco”.

“Somos firmes, somos filhos de um terra que brilha pelo esforço e pela garra da coragem. Somos a soma de sentimento vividos com a certeza de vitória. Superação está no nosso cotidiano, está no nosso DNA. Temos orgulho de nossa história, nossos valores tem como base o respeito, honra da palavra e o amor ao próximo. Afinal, são esses os princípios que nos fortalecem”, disse Márcia em discurso.

Veja também:   Agência do Trabalho anuncia oito novas vagas para Serra Talhada

“Serra Talhada vai além de qualquer sentimento de posse, Serra é plural, é desbravadora, guerreira, singular. Essa terra onde grandes líderes se ergueram hoje reverencia um sonho que nasceu no pé da serra e tornou Serra Talhada a cidade de oportunidades em Pernambuco”, reforçou a gestora. Já o governador Paulo Câmara enfatizou as crises que o Brasil vem passando e os momentos de superação a partir de eventos como estes.

“E hoje passados pouco mais de dois anos do início da pandemia, podemos celebrar não apenas o aniversário de Serra Talhada, mas celebrar a superação, a vida, poder fazer eventos como o de hoje e o de ontem e ter momentos de alegria, mas acima de tudo acreditar num futuro melhor”. O palanque político contou com as presenças de muita gente, até do ex-prefeito Carlos Evandro, ao lado de vereadores, e de pré-candidatos à Câmara de Deputados e à Assembleia Legislativa de Pernambuco, como Rogério Leão.

As ausências, no evento, do ex-prefeito Luciano Duque e do pré-candidato a federal, Sebastião Oliveira, foram notadas. Para saber mais sobre a polêmica envolvendo este assunto clica aqui.