Márcia endurece discurso contra governador bolsonarista

Foto: Arquivo/Farol

Publicado às 17h13 deste domingo (6)

A prefeita de Serra Talhada e presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE), Márcia Conrado, do PT, não silenciou diante os ataques preconceituosos do governador de Minas Gerais, Romeu Zema, de discriminação contra a região Nordeste, e cobrou mais respeito com a região e com o povo.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Zema defendeu “protagonismo político” do Sul e do Sudeste e comparou as duas regiões economicamente mais pobres do país (Norte e Nordeste) a “vaquinhas que produzem pouco” e são tratadas melhor que as demais. Zema é seguidor fiel de Jair Bolsonaro, e replica a ‘ladainha’ bolsonarista de ataque aos nordestinos.

Veja também:   Cachoeira 'engole' muita água e natureza muda em ST

Nas redes sociais, neste domingo, Márcia Conrado foi altiva e dura com relação ao governador. ““Lamentável que um governador pregue preconceito com Nordeste, como fez o chefe do Executivo em Minas Gerais, Romeu Zema, ao defender prioridades para regiões Sul e Sudeste do Brasil, comparando nossa região como “uma vaquinha que produz pouco,” disparou a prefeita.

Por outro lado, Márcia Conrado ‘ensinou’ ao governador como a questão deveria ser tratada, combatendo as desiguldades com mais políticas públicas e investimentos. “O Nordeste é a solução do nosso país, não o problema. Aqui temos cultura, gente aguerrida, riquezas naturais e um potencial indescritível. Mais respeito coma região, mais respeito com o nosso povo”, reforçou a petista.

Veja também:   É preciso separar o joio do trigo na greve geral